Publicidade


Vitória x Salgueiro – Chance de ouro para Leão entrar no G4

Embalado por duas vitórias consecutivas, o Vitória pode entrar provisoriamente no G4 do Campeonato Brasileiro da Série B, nesta sexta-feira. Para isso, basta o time rubro-negro passar pelo rebaixado Salgueiro, a partir das 20h30, no Barradão, em Salvador, em partida válida pela 34ª rodada.

Após passar a maior parte da Série B em posição intermediária, o Leão entrou de vez na luta pelo acesso, após bater dois concorrentes diretos. Nas últimas rodadas, passou por Náutico, por 3 a 2, e por Boa Esporte, por 2 a 1. Os resultados colocoram os baianos no quinto lugar, com 50 pontos. Um a menos que o Americana, o quarto colocado, que só entra em campo no sábado contra a Ponte Preta, em Campinas.

Em compensação, o Carcará do Sertão tenta se recuperar de uma semana trágica. O time pernambucano perdeu três pontos no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por escalação irregular do volante Josa contra a Portuguesa. Com a punição, o clube caiu para 26 pontos, na penúltima posição, e não pode mais alcançar o ASA, primeiro fora da degola, com 42.

Base mantida
Para manter o embalo, o técnico Vágner Benazzi não deve realizar mudanças em relação ao time que entrou em campo na última rodada. O atacante Fábio Santos foi poupado de alguns trabalhos ao longo da semana por estar sentindo dores no joelho direito, mas mesmo assim não será problema.

O zagueiro Alison e o atacante Neto Baiano cumpriram suspensão automática, mas ficam apenas como opções no banco de reservas. O Leão estava em situação delicada, mas a boa sequência de vitórias e tropeços dos concorrentes diretos colocaram o time novamente na briga pelo acesso. Mesmo com tudo isso, o zagueiro Jean não acredita em sorte, mas sim no destino.

“Eu, particulamente, não acredito em sorte. Tudo é trabalho. Quando tem que acontecer, acontece. Nós somos merecedores. Vamos entrar no G-4 na hora certa, num momento em que não vamos ter tempo de errar e as outras equipes não terão tempo de nos passar”, destacou Jean.

Desabafo de Neco
Ainda tentando digerir a situação, o técnico Neco desabafou e apontou os erros cometidos pelo clube. “Deu tudo errado. Não pode arranjar culpado agora. Talvez os três pontos nem iriam nos salvar, a não ser que dependesse deles para não cair. Erramos no planejamento, em não ter campo para treinar e jogar, na montagem do elenco, na falta de dinheiro. Não tivemos casa para jogar. Só jogamos fora”, afirmou ao Diário de Pernambuco.

O treinador está se referindo ao fato do time pernambucano não ter atuado no Estádio Cornélio Barros, em Salgueiro. O local foi vetado pela CBF, que exige um mínimo de dez mil lugares nos estádios da Série B e a casa do Carcará do sertão comportava apenas 4 mil. Com isso, o time atuou no Ademir Cunha, em Paulista; e Arruda, Ilha do Retiro e Aflitos, em Recife.

A punição imposta pela escalação irregular do volante Josa contra a Portuguesa – ele estava suspenso e não poderia jogar – foi deixada em segundo plano. Na visão de Neco, o clube pernambucano precisa, agora, começar a pensar em 2012 e se possível já deixar a casa pronta para um possível retorno à Série B.

“Vamos tirar de lição. Avaliar quem pode ajudar no Pernambucano, quem vai ficar, quem vamos contratar. Chegamos a uma Série B sem conhecer nada. Hoje, aprendemos muito. Se jogássemos aqui em Salgueiro, a situação poderia ser diferente. O campo está um ‘tapete’, tem uma academia nova pertinho do estádio. Vamos ver se a gente volta (à Série B)”, completou.

Local
Barradão, em Salvador

Árbitro
José de Caldas Souza (DF)

Assistentes
Luciano Benevides de Sousa (DF) e Westhane Cassiano Matos (DF)

Vitória

Douglas;
Nino Paraíba, Gabriel Paulista, Jean e Fernandinho;
Uelliton, Preto, Gilberto e Geovanni;
Marquinhos e Fábio Santos.

Técnico: Vágner Benazzi

Salgueiro

Luciano;
Toni, Gustavo, Alexandre e Piauí;
Pio, Josa, Renê e Clebson;
Fabricio Ceará e Edimar.

Técnico: Neco