Vitória x Guarani – Dupla volta a se encontrar, agora pela Série B

Pouco menos de seis meses após se enfrentarem pela elite nacional no ano passado, quando empataram por 1 a 1 em Campinas, Vitória e Guarani voltam a se enfrentar nesta sexta-feira. O duelo agora é pelo Campeonato Brasileiro da Série B, já que os dois foram rebaixados em 2010. O jogo acontece às 21 horas, no estádio Barradão, em Salvador, válido pela terceira rodada da competição.

Um dos remanescentes do time rebaixado no passado, o zagueiro Aislan (foto ao lado) lamenta que o duelo seja disputado pela Segundona. “É uma partida de Série A, infelizmente numa outra situação. São duas grandes equipes, mas o Guarani vai em busca desses pontos. Só isso nos interessa”, declarou o zagueiro, confirmado entre os titulares do Bugre.

Os dois times tiveram um início irregular na Série B. O Vitória estreou com triunfo sobre o Vila Nova por 1 a 0, mas depois perdeu para o Icasa por 3 a 1, ficando na 11ª colocação, com três pontos. Já o Guarani ainda não venceu. O Bugre empatou com Criciúma (2 a 2), fora, e Sport (1 a 1), em casa, e ocupa a 14ª colocação com dois pontos.

A partida será a estreia do técnico Geninho (foto abaixo) à frente do Rubro-negro baiano jogando em Salvador. Na vitória sobre o Vila Nova, na primeira rodada, o time foi comandado pelo interino Ricardo Silva, e o treinador acompanhou o confronto das arquibancadas do estádio Barradão.

Ao ataque!
Insatisfeito com o comportamento do Leão na derrota para o Icasa, Geninho resolveu abandonar o esquema com três zagueiros e vai no clássico 4-4-2, apostando em dois meias de ligação. A única dúvida era a entrada do experiente volante Zé Luís, mas ele deve ficar apenas como opção no banco de reservas.

“Preciso ver se Zé Luís aguenta o jogo. Tenho que conversar com o pessoal do DM e também com o próprio Zé para depois fazer a opção. Não adiante de repente você entrar com um jogador já sabendo que tem que trocar. Já queima uma substituição”, afirmou o treinador.

Assim, o meio-campo deve ser formado por Uelliton, Jerson, Xuxa e Geovanni. Durante o treinamento da última quarta-feira, o lateral-direito Nino sentiu dores no pé e acabou sendo poupado pela comissão técnica, mas não deve ser problema para o duelo diante do Guarani.

Lateral é a novidade
Pelos lados do Guarani, o técnico Vilson Tadei vai realizar apenas uma mudança em relação ao time que empatou com o Sport no Brinco de Ouro. O lateral-esquerdo Carlinhos, que foi o principal responsável pelo gol de empate dos pernambucanos ao errar um passe no meio-campo que originou o gol de empate, vai ficar apenas como opção no banco de reservas e será substituído por João Paulo.

Apesar de manter a base, o treinador bugrino quer ver um novo comportamento dos jogadores. Segundo ele, o elenco precisa ter mais atenção durante toda a partida, pois um erro pode acabar sendo crucial, assim como aconteceu nas duas primeiras rodadas. O Guarani ficou na frente diante de Criciúma e Sport, mas relaxou e acabou levando o empate.

“Tomamos gols por nossos erros, por falta de atenção em jogadas que temos trabalhado antes, principalmente em bolas paradas. Não podemos errar como no gol do Sport, no qual tivemos três ou quatro possibilidades. Poderíamos ter matado a jogada ou um homem deles, e assim nada aconteceria”, destacou o treinador.

Ficha técnica:

VItória: Fernando, Nino, Alison, Léo Fortunato e Léo; Uelliton Jérson, Xuxa e Geovanni; Rildo e Neto. 
Técnico:
Geninho

Guarani: Emerson, Chiquinho, Aislan, Neto e João Paulo; Lucas, Leandro, Dadá e Felipe; Fabinho e Fernandão
Técnico: Vilson Tacdei

Local: Barradão, em Salvador
Data: 03/06/2011
Horário: 21h
Árbitro: Jean Pierro Gonçalves Lima (RS)
Assistentes: Alexandro A. P.Kleinich (RS) e Carlos Henrique Sellbach (RS)