Vitória perde três pênaltis, mas se classifica com sobra: 5 a 0 no Náutico

O Vitória se deu ao luxo de perder três pênaltis – dois com o meia Ramon e um com o goleiro Viáfara – e mesmo assim goleou o Náutico por 5 a 0, nesta quarta-feira, em Salvador, pela Copa do Brasil . O veterano, entretanto, abriu o placar em cobrança de falta. Júnior, Nino Paraíba, Elkeson e Renato completaram o marcador. O Rubro-Negro baiano já havia vencido o primeiro confronto por 1 a 0, no Recife, e tinha a vantagem do empate.

Nas oitavas de final, o Leão terá pela frente o Goiás, que eliminou o São José-AP. O sorteio para decidir quem vai jogar a primeira partida em casa será nesta quinta-feira, na CBF, no Rio de Janeiro. As datas dos jogos, de acordo com o site da confederação, serão 14 e 21 de abril.

Massacre no primeiro tempo

O Vitória teve o domínio do jogo desde o início. Apesar disso, só conseguiu abrir o placar aos 26 minutos. Do bico direito da grande área, Ramon bateu falta direto para o gol e acertou o ângulo.

Dois minutos depois, a chance para o meia ampliar. Ele bateu pênalti, mas o goleiro Gustavo acertou o canto e fez a defesa. O árbitro Alício Pena Júnior mandou voltar, alegando invasão na área. O mesmo Ramon foi para a cobrança e desta vez carimbou a trave.

As chances perdidas, entretanto, não fariam falta ao Leão. Logo aos 37, Júnior aproveitou cruzamento de Elkeson pela direita e fez o segundo. E aos 45, Nino Paraíba fez jogada individual e ampliou para 3 a 0.

Virou goleada

O resultado já deixava o Vitória folgado, com a vaga na mão, mas nem assim o time deixou de atacar. Aos 15 minutos, Nino Paraíba tocou para Elkeson, que bateu no canto esquerdo de Gustavo para marcar o quarto.

O Náutico, que perdia o jogo, começou a perder a cabeça também. Diego Bispo e Zé Carlos foram expulsos respectivamente aos 20 e 24 minutos.

Com a vantagem numérica em campo, o Vitória ampliou. Renato, substituto de Ramon na etapa final, repetiu o feito do titular e de falta marcou o quinto, aos 41.

Nos acréscimos, mais um pênalti para o Vitória. Sem Ramon em campo, o goleiro Viáfara se apresentou para a cobrança. E perdeu. Gustavo defendeu. Nada que mudasse a classificação rubro-negra.

Fonte: Globo.com