Publicidade


Vitória perde para o Fluminense

A torcida do Fluminense cumpriu a promessa de fazer grande festa na provável despedida da equipe no Maracanã, que será reformado a partir de agosto para a Copa do Mundo de 2014, e e foi recompensada com o suado triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, pela 6ª rodada do Brasileiro.

O atacante Alan foi novamente o herói da partida ao marcar, aos 41min do 2º tempo, o gol da vitória tricolor. Fred havia aberto o placar ainda aos 20min do 1º tempo, mas Jonas silenciou o Maracanã aos 39min da etapa final.

Com o resultado, a equipe comandada por Muricy Ramalho chegou aos 12 pontos e é vice-líder provisória, 1 ponto atrás do Corinthians, que efrenta nesta quinta-feira o Internacional, no Pacaembu.

Logo aos 2min, a equipe da casa chegou bem com Carlinhos, que deu belo corte em Nino e cruzou, mas Rodriguinho não alcançou. O atacante ganhou a confiança do treinador que deixou Alan como opção, mesmo após boa partida diante do Atlético-MG.

A primeira chegada dos visitantes aconteceu aos 14min, mas o chute de Lenílson passou muito longe do gol de Rafael. Dois minutos depois, Evandro bateu da marca do pênalti, mas a bola desviou em Diguinho e saiu em escanteio.

A resposta do Fluminense foi imediata. Aos 17min, o argentino Conca fez grande jogada individual e passou para Rodriguinho, que caiu na área e pediu pênalti, mas o juíz não foi na dele e mandou seguir.

Aos 20min, os baianos não resistiram à pressão. Carlinhos ganhou disputa na ponta e cruzou para trás, para Marquinho bater de primeira. O goleiro Vinícius deu rebote e o atacante Fred reencontrou o caminho do gol e só empurrou para as redes.

Aos 21min Lenílson recebeu na área, mas o goleiro Rafael chegou antes. O meia do Vitória deixou a perna e acertou o goleiro de forma imprudente. Rafael foi obrigado a deixar a partida com corte no rosto. O jogador saiu de cmapo chorando e teve que levar sete pontos ainda nos vestiários. Em seu lugar, entou Fernando Henrique.

A equipe carioca parecia assutada com a contusão do goleiro e deu espaço para os visitantes criarem. Aos 25min, o zagueiro Gum falhou e entregou nos pés de Júnior , que invadiu a área mas bateu para fora. Dois minutos depois, Nino fez boa jogada e cruzou para Egídio, que cabeceou rente à trave.

Apoiado por bom público nas arquibancadas do Maracanã, o Fluminense reagiu e foi para cima. Aos 31min, Conca fez grande tabela com Fred e bateu colocado de fora da área, mas a bola caprichosamente acertaou a trave esquerda de Vinícius.

O argentino voltou a se destacar e suas jogadas com Carlinhos, pela esquerda, eram a melhor opção de ataque no Fluminense. O Fluminense passou a controlar o jogo, mas falhava no último passe.

Aos 42, em cobrança de falta, Fred rolou para Marquinhos que mandou longe do gol. Pouco depois, o mesmo Marquinho cruzou na área, Rodriguinho ganhou da defesa e raspou a cabeça na bola, que passou assustando o goleiro, no último lance de perigo da primeira etapa.

O técnico Ricardo Silva, do Vitória, decidiu mexer na equipe e promoveu a estreia de Renan Oliveira, ex-jogador do Atlético. A mudança parecia ter surtido efeito e aos 9min, o jovem teve boa chance de marcar, mas após rebote da zaga, demorou muito a finalizar.

Aos 14min, o Vitória teve a melhor chance da partida: Egydio recebeu bela bola de Júnior a soltou a bomba de pé esquerdo, mas o goleiro Fernando Henrique relembrou seus bons momentos com a camisa tricolor e fez grande defesa.

A resposta carioca veio com o nome do jogo, Conca, que fez o giro na entrada e bateu no canto de Vinícius que espalmou para escanteio. Aos 16min, os visitantes voltaram a assustar, após passe de Renan Oliveira que encontrou Nino livre para finalizar para fora.

Aos 21min, Muricy percebe o bom momento da equipe baiana e decide mexer no ataque de sua equipe. Mais uma vez, Rodriguinho não fez boa partida e deu entrada a Alan.

Aos 29, o técnico Ricardo Silva vai para o tudo ou nada e coloca o atacante Schwenk no lugar de Evandro. Mas quem volta a assustar é a equipe da casa.

Aos 31min, Fred desperdiça chance de cabeça, mas na jogada seguinte escora bem para Conca que volta a finalizar com muito perigo ao gol de Vinícius.

Mas aos 39min, o Vitória silenciou o Maracanã, com o gol de cabeça de Jonas, após cobrança de falta.

Quando tudo parecia perdido, o Fluminense encontrou o gol justamente com o talismã Alan, que tentou duas vezes e, de canela, deu números finais à partida e levou o Fluminense à segunda posição na competição.

Na próxima rodada o Fluminense tem jogo importante contra o Avaí, na Ressacada, enquanto os baianos enfrentarão o Atlético-PR, no Barradão.

FICHA TÉCNICA

Fluminense x 1Vitória

Gols
Fluminense:Fred, aos 20min do 1º tempo, e Alan, aos 41min do 2º tempo Vitória: Jonas, aos 39min do 2º tempo Ponto Forte do Fluminense
Conca, em noite inspirada, sobretudo no primeiro tempo, se entendeu muito bem com Carlinhos pelo lado esquerdo e foi a melhor opção de ataque da equipe

Ponto Forte do Vitória
Postura ofensiva na segunda etapa, com a estreia do jovem Renan Oliveira. O lateral Nino também foi boa opção de ataque para os baianos.

Ponto Fraco do Fluminense
Recuou demais no segundo tempo, dando espaço para as investidas adversárias e explorando pouco o contra-ataque

Ponto Fraco do Vitória
Deu muito espaço para Conca criar e mostrou muita deficiência nas finalizações

Personagem do jogo
Alan, que, assim como no último confronto contra o Atlético-MG, entrou e decidiu.

Lance bizarro
Aos 14min da primeira etapa, Lenílson recebeu na entrada da área excelente condição de chutar, mas mandou a bola nas arquibancadas do Maracanã.

Esquema Tático do Fluminense
4-4-2
Rafael(Fernando Henrique) ; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Diogo, Diguinho, Marquinho e Conca; Rodriguinho (Alan) e Fred (André Lima). Técnico: Muricy Ramalho

Esquema Tático do Vitória
4-4-2
Vinícius; Nino Paraíba,Reniê, Walace; Egydio, Vanderson, Neto Coruja, Evandro(Schwenk) Jonas, Lenísio(Renan Oliveira) e Júnior. Técnico: Ricardo Silva

fonte:  terra.com.br