Vitória perde da Lusa por 3 a 2

A torcida Rubro-negra viu mais uma fez o filme se repetir quando o Vitória joga fora de casa nesta Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe começa bem, abre o placar, mas acaba cedendo espaços e perde pontos preciosos. Nesta terça-feira, no estádio do Canindé, mais uma vez o Leão marcou primeiro, mas acabou levando a virada da Lusa e perdeu por 3 a 2.

O time baiano até começu bem o jogo e abriu o placar aos 14 minutos. Preto lançou Gilberto na grande área e o veterano meia dominou e tirou do goleiro, 1 a 0. Foi o primeiro gol do jogador de 35 anos com a camisa do Vitória.

Após o gol marcado, o recuo e o castigo. Aos 24 minutos, bela triangulação envolvendo Edno, Marcelo Cordeiro e Henrique, que ficou com o gol livre para empurrar e empatar o jogo, 1 a 1.

A líder do campeonato insistia no campo de ataque e a virada era questão de tempo. Aos 36 minutos, Marcelo Cordeiro cobrou escanteio rapidamente e enganou a zaga Rubro-negra que ficou assistindo o zagueiro Leandro Silva marcar quase na pequena área.

Na segunda etapa, a Lusa voltou com o objetivo de matar o jogo e quase ampliou aos 3 minutos, em jogada de Edno, que finalizou de carrinho na pequena área.

Benazzi tentou colocou Xuxa e Neto Baiano em campo, e a jogada mais perigosa do Vitória foi com o meia que acertou o travessão aos 24 minutos. Veloz no contra-ataque, o time paulista marcou o terceiro num belo lance do ex-Vitória Júnior Timbó. A cria da Toca do Leão fez fila na grande área e rolou para Edno nater forte e marcar o terceiro, aos 39, 3 a 1.

Aos 42 minutos, o Vitória esboçou uma reação e diminuiu logo em seguida. Geovanni levantou na área e Maurício desviou de cabeça no canto esquerdo de Weverton.

Portuguesa (3): Weverton; Luís Ricardo, Rogério, Leandro Silva (Renato) e Marcelo Cordeiro; Guilherme, Boquita, Marco Antônio e Raí; Lucas Gaúcho e Edno. Técnico: Jorginho.

Vitória (2): Douglas. NIno Paraíba, Jean, Maurício e Fernandinho; Zé Luís (Xuxa), Charles Vágner, Preto (Neto Baiano) e Gilberto (Felipe); Geovanni e Fábio Santos. Técnico: Vágner Benazzi.

Local: Estádio do Canindé, São Paulo (SP).

Data: 18/10/2011

Horário: 20h30 (de Brasília)

Arbitragem: Suelson França Medeiros (RN).

Assistentes: Eduardo Lincoln Neves (RN) e Flávio Gomes Barroca (RN).