Publicidade


Vitória goleia de novo

Em busca da liderança, o Vitória foi até o Estádio Lomanto Júnior para encarar o seu quase xará, Vitória da Conquista. Em jogo com superioridade rubro-negra, o Leão fez bonito e goleou o time da casa pelo placar de 5 a 0.

O início da partida foi de muita movimentação dos dois lados, mas sem perigo concreto de gol. Enquanto o Vitória encurtava os espaços e chegava com maior facilidade na área do Conquista, mas sem perigo nenhum, o time da casa conseguia manter maior posse de bola. Com o resultado, o Vitória conseguiu se isolar na vice-liderança da competição.

Aos 8 minutos, Neto Baiano tabelou com Rildo, que conseguiu o drible, mas foi parado por Silvio, que afastou o perigo. Aos 9, o time do interior reagiu com Pantera e Cacá, que fizeram bela tabela e chegaram com perigo na área do Leão, mas Saci evitou que o lance continuasse.

Ainda com dificuldade em dominar a bola e levar perigo à área do Conquista, o Leão passou por um sufoco aos 11 minutos de jogo. Lúcio invadiu a área rubro-negra pela esquerda e cruzou, mas Douglas estava à postos e segurou firme.

Aos 15 minutos, Zé Leandro aproveitou falha de Lúcio Flávio e chegou pela direita mandando uma bomba na área do Leão, mas Gabriel afastou com tranqüilidade. Aos 17, O Vitória teve uma bela chance quando Rildo foi derrubado por Silvio dentro da área. O árbitro não teve dúvida e marcou em cima do lance. Na sequência, Neto Baiano partiu para a cobrança e mandou um chute certeiro, sem chance de defesa para o arqueiro do Bode. Vitória da Conquista 0x1 Vitória.

Com domínio de jogo, o Bode chegou bem aos 26 minutos, quando Dankler fez falta dura em Lúcio e o árbitro marcou. Na sequência, Cacá também teve boa chance quando bateu forte de fora da área, mas Douglas chegou bem e espalmou. No contra-ataque Pantera, sozinho, dominou na pequena área e tocou muito fraco. Gabriel Paulista conseguiu correr a tempo de tirar a bola e evitar aquele que seria o gol de empate do Bode.

Aos 34, em jogada confusa, o Vitória da Conquista marcou o primeiro gol da partida, contra. Em ataque do Leão, Pantera, que estava recuado numa função de “zagueiro”, se bateu com o goleiro Neto na pequena área e a bola, que bateu nos dois, acabou entrando lentamente no gol. Vitória da Conquista 0x2 Vitória.

Nos minutos finais da partida, apenas dois lances de perigo.Pantera invadiu a área rubro-negra. Enquanto os jogadores do Leão pediam impedimento, Pantera chutou, mas a bola perdeu o rumo certo. Outro lance que chamou a atenção dos torcedores presentes no estádio foi um único lance de perigo, com Neto Baiano, que mandou uma bomba de longe para o gol do Bode, mas Neto defendeu com categoria.

No segundo tempo, o Vitória da Conquista recuou um pouco, enquanto o Vitória deslanchou e passou a arriscar mais. Mas quem teve o primeiro lance de perigo da segunda etapa foi o Bode, com Lídio, que arriscou de longa distância e assustou o goleiro Douglas.

Aos 7 minutos, o primeiro grande lance do Vitória. Rildo aproveitou a falha de Lídio e conseguiu passar por dois jogadores do Conquista, mas adiantou muito a bola e o goleiro Neto pegou com tranqüilidade.
O Leão continuou mais ofensivo nos meados do segundo tempo, chegando mais vezes à área do bode e com clara superioridade em campo.

Aos 15, Mineiro perdeu a chance de ampliar o marcador, quando em um bate-rebate na área mandou por cima do gol. Na sequência, o Leão teve outra chance boa de gol, quando Léo mandou uma bomba de perna canhota , mas foi parado por Neto.

O terceiro gol do rubro-negro foi marcado aos 18 minutos, por Léo, que recebeu livre pela direita e mandou uma bomba com endereço certo. Este foi o décimo gol do Leão no Baianão 2012 e o primeiro de Léo com a camisa do rubro-negro. Vitória da Conquista 3×0 Vitória.

Embora tentasse ao máximo gastar o tempo, o Leão continuou mostrando muita força de contra-ataque durante a segunda etapa, chegando com perigo à área do Bode em diversas oportunidades.

Aos 31, Pantera chegou forte, mas sem muito perigo ao chutar uma bola em direção à trave superior esquerda do goleiro Douglas, que se esticou todo e conseguiu colocar a bola para a linha de fundo.

Aos 38, Michel conseguiu uma bela jogada e mandou uma bomba para o gol do Vitória da Conquista e a bola bateu no travessão; na sobra, Neto Baiano não desperdiçou e marcou o seu segundo gol na partida. Este foi o quinto gol do atacante e artilheiro do Vitória no Baianão de 2012.

Já na etapa final, Rildo sofreu uma falta forte e deixou o campo chorando, se queixando de muitas dores. Segundo o médico do clube, o atacante sofreu uma torção no joelho esquerdo.

O último lance do jogo foi do artilheiro do Leão, Neto Baiano. O atacante conseguiu dar uma arrancada e seguiu sozinho em direção ao gol, vazio. O atacante se aproximou do gol e chutou forte, quando a bola já ultrapassava a linha lentamente, para marcar o quinto gol da partida.

Ficha técnica:
Vitória da Conquista:
Neto; Zé Leandro, Emílio, Sílvio e Carlinhos; Edimar, Mica, Lídio e Gil; Cacá (Éder Caitité) e Maurício Pantera.
Técnico: Elias Borges.

Vitória: Douglas; Dimas, Dankler, Gabriel Paulista e Wellington Saci; Uelliton (Felipe), Mineiro (Arthur Maia), Lúcio Flávio (Rodrigo Mancha) e Arthur Maia; Rildo e Neto Baiano.
Técnico: Toninho Cerezo.

Local: Estádio Lomanto Júnior, em Vitória da Conquista (BA)
Data: 25/01/2012 (quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Manoel Lopes Nunes Garrido (BA)
Assistentes: Adailton José Jesus da Silva (BA) e Jefferson Abel Ferreira Lima (BA)