Vitória empata e segue líder no Sub-20

Após marcar um gol com cinco minutos de jogo, em cobrança de escanteio, o Corinthians se fechou completamente na defesa e suportou a pressão do Vitória até aos 38 minutos do segundo tempo, quando Dimas, também e cabeça, empatou. Depois, o time rubro-negro criou três claras oportunidades de gols e não aproveitou.

Assim, o Vitória amargou o empate de 1 a 1 em seu segundo jogo pela primeira fase do Campeonato Brasileiro Sub-20, realizado no Rio Grande do Sul. O rubro-negro segue na liderança com 4 pontos ganhos e saldo positivo de 3 gols. O Coritiba – empatou em 1 a 1 com o Vasco – também está com 4 pontos, também 3 gols de saldo. Ocorre que o Vitória já marcou cinco e o time paranaense somente quatro vezes.

O próximo jogo do Vitória será exatamente contra o Coritiba, neste domingo, às 15h30, no Estádio Morada dos Quero Queros. Os jogadores gostaram da mudança porque irão atuar em campo com grama natural – o gramado do Estádio Passo D’Areia é sintético e eles não estão acostumados.

Beneficiado com o gol logo aos 5 minutos de jogo, o Corinthians ficou todo na defesa para tentar ampliar o placar no erro do time rubro-negro. O Vitória, no entanto, teve tranqüilidade e depois das mudanças efetuadas pelo técnico Carlos Amadeu, o time passou a jogar mais pelos flancos, e assim chegou ao empate.

Aos 38 minutos, Jefferson, que voltou a substituir Iuri, fez um cruzamento na medida para o lateral-direito Dimas, fechando em diagonal, enfiar a cabeça e balançar as redes do time paulista.

Como vinha de uma derrota – 3 x 0 para o Coritiba – na estreia e um empate com o Vasco em 3 a 3, o Corinthians depois do gol abandonou o esquema defensivo e deixou espaços para as rápidas jogadas do rubro-negro.

Agdon, Givanildo e Mauri tiveram chances de definir o placar e desperdiçaram. A mais clara de todas foi de Givanildo, que driblou dois marcadores e diante do goleiro, chutou fraco.

Sem o zagueiro Clayton, poupado por causa de uma contratura muscular, o Vitória iniciou o jogo com: Gustavo, Dimas, Dankler, Raphael e Iuri; Adauto, Duylio, Caculé e Alan Pinheiro; Thiago e Davi.

No intervalo do jogo, o técnico Carlos Amadeu trocou Adauto por Marcelo para dar mais velocidade ao meio-campo, e depois substituiu Iuri por Jefferson, Duylio por Mauri, Thiago por Agdon e Davi por Givanildo.