Vitória decepciona e perde no Barradão lotado de rubro-negros

O Vitória tinha tudo para entrar no G4, zona de acesso, do Campeonato Brasileiro da Série B, mas acabou sofrendo dois gols nos minutos finais e perdeu, de virada, para o São Caetano, por 2 a 1, neste sábado à tarde, no Estádio Barradão, em Salvador. O time paulista empatou aos 43 minutos, com Antônio Flávio e virou com Geovane, aos 48 minutos.
O resultado derrubou o vitória para sexto lugar, com 58 pontos, atrás de Bragantino e Sport, na briga pela quarta vaga de acesso. O São Caetano deixou a zona do rebaixamento, chegou aos 48 pontos, em 16.º lugar e ganhou fôlego na luta para não cair à Série C.

Na última rodada, no próximo sábado, o time baiano vai enfrentar o ASA, em Arapiraca, e se vencer carimba sua volta à elite do Brasileirão. Enquanto isso, o São Caetano vai receber o Criciúma, no ABC paulista, precisando da vitória e ainda torcendo para que o Icasa não vença o Criciúma, em Juazeiro do Norte (CE).

Com o estádio lotado, dentro de campo os jogadores baianos não tiveram dificuldade para entrar no clima de decisão. E foram para cima dos adversários. Aos 12 minutos, saiu o primeiro gol.

Após escanteio, Xuxa levantou a bola no segundo pau, onde Fernandinho ajeitou de cabeça para Fábio Santos. Ele, porém, errou o chute, mas Jean apareceu na pequena área e empurrou para as redes.

Gol legítimo anulado
O Vitória poderia ter ampliado aos 17 minutos, quando Xuxa pegou o rebote do goleiro Luiz no chute forte de Fábio Santos. Mas o bandeirinha, de forma errada, anotou impedimento. Foi vaiado merecidamente pela torcida.

O São Caetano demorou muito para equilibrar as ações. Somente nos últimos minutos é que o time conseguiu sair um pouco da defesa. Mesmo assim porque o Vitória afrouxou a marcação sob pressão.

No segundo tempo, o São Caetano voltou mudado. Saiu Revson, que estava amarelado, para a entrada de Souza, com a missão de puxar o time para o ataque. Curiosamente o time trocou as camisas brancas pelas azuis. O Azulão melhorou e equilibrou as ações, melhorando a qualidade técnica do jogo.

Reação e gols no fim
Aos seis minutos quase que Xuxa ampliou, quando bateu forte na bola e Luiz fez grande defesa. O Vitória continuava mandando em campo. O São Caetano quase empatou após troca de passes de Antônio Flávio e Geovane, mas Neto Coruja fez o corte providencial. O time paulista não desistiu e ainda criou mais três chances importantes, mas o goleiro Douglas foi bem nos lances e evitou o empate.

Até que aos 43 minutos, Antônio Flávio ajeitou e bateu rápido surpreendendo o goleiro. E o pior aconteceu aos 48 minutos, quando a defesa não cortou e Geovane mandou para as redes. Triste geral da torcida, que lotou o Barradão