Virada histórica

O torcedor do Vitória achou que seria fácil, mas o Leão resolveu trazer um pouco de emoção ao jogo deste sábado (23), no Serra Dourada. Complicando o que era fácil, o rubro-negro, que fez três gols nos 20 primeiros minutos, apagou no segundo tempo e deixou o Goiás conquistar uma virada histórica. Com isso, perdeu a chance de chegar à liderança do Brasileirão da Série B. O resultado manteve o time de Carpegiani na quarta colocação da Série B, com 13 pontos. O próximo compromisso do Vitória é no próximo sábado (30), contra o Avaí, no Barradão.

Marquinhos abre o placar e Neto Baiano faz dois
O triunfo era fundamental para os dois times. O Vitória precisava dos três pontos para continuar colado nos líderes do Brasileirão da série B e o Goiás, após duas rodadas sem vencer, precisava da vitória para se aproximar do G-4. Jogando em casa, a equipe goiana, nos dez primeiros minutos, pressionou o Leão, enquanto os baianos buscavam aproveitar os contra-ataques.

E foi em um erro de saída de bola do alviverde que o rubro-negro abriu o placar. Com a falha, Egídio fez falta em Léo e o Vitória não desperdiçou a primeira boa chance no jogo. Aos 13 minutos, em jogada ensaiada, Marquinhos furou de primeira, Pedro Ken chutou e no rebote de Harlei, o atacante se redimiu e abriu o placar.

Com o gol, o Leão cresceu no jogo. Mas nenhum torcedor do Vitória imaginava que seria tão fácil. O artilheiro do Brasil, Neto Baiano, precisou apenas de dois minutos para fazer dois gols e chegar a marca de 37 gols na temporada. No primeiro, aos 18 minutos, o atacante recebeu de Pedro Ken e bateu com força na saída do goleiro do Goiás. Um minuto depois, Marquinhos recebeu na direita, cruzou, a bola passou por toda zaga goiana, Neto não perdoou e marcou o terceiro dos baianos.

Goiás diminui e cresce
Sem força e sob protestos da torcida, o Goiás tocava a bola, mas não criava perigo ao gol de Renan. Bem postado na defesa, o Vitória aproveitava os contra-ataques para assustar o arqueiro Harlei. Os donos da casa, aos 32 minutos, contou com a ajuda do goleiro rubro-negro para diminuir. David chutou de fora da área e Renan não conseguiu espalmar, deixando a bola entrar. Assim como o gol fez bem ao Vitória, o mesmo aconteceu com a equipe alviverde. Aos 36, David perdeu a chance de fazer o segundo. Ele recebeu sozinho na área e mandou para fora. Até o fim do primeiro tempo, o Goiás tentou correr atrás do prejuízo pressionando o adversário, aproveitando o recuo do Leão.

Vitória tenta administrar o resultado, mas vacila e Goiás diminui
No segundo tempo, o jogo voltou pegado, com os dois times errando muitos passes no meio de campo. O Vitória, buscando administrar o resultado, tocava a bola e, com paciência, conseguia chegar ao ataque. No entanto, administração do Vitória, em diversos momentos, não foi tão eficiente como deveria. E o Goiás buscou se aproveitar disso. E aos 10 minutos, o Goiás assustou o Leão em cobranças de escanteio. Como de costume, o rubro-negro tomou sufoco em bolas alçadas na área. Ricardo Goulart cabeceou forte e Renan impediu o segundo gol dos donos da casa.

E foi nessa falha rotineira da zaga do Vitória que o alviverde diminuiu o placar. Aos 21 minutos, a bola é levantada na área, Iarley ajeita e Ricardo Goulart faz o segundo dos Esmeraldinos. Par piorar para o Leão, o atacante Dinei, que entrou no lugar de Neto Baiano, se contundiu e não teve condições para se manter em campo. Como já havia feito as três substituições, a equipe treinada por Carpegiani ficou com um jogador a menos.

Goiás vira o jogo
O que parecia impossível no primeiro tempo aconteceu. Em mais uma bola alçada na área, o Goiás conseguiu o empate. Renan Oliveira, que havia acabado de entrar no jogo, recebeu cruzamento de Felipe Amorim aos 31 minutos e fez o terceiro dos donos da casa. Mas tudo que está ruim, ainda pode piorar. Aos 40 minutos, Victor Ramos fez pênalti em Felipe Amorim. Rafael Toloi cobra e vira o jogo para o alviverde. Os jogadores do Leão sairam de campo revoltados pela marcação da penalidade.

FICHA TÉCNICA
SÉRIE B
Goiás 4 x 3 Vitória
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).
Data: Sábado, 23 de junho.
Horário: 16h20.
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA/RS).
Assistentes: José Eduardo Calza (CBF/RS) e João Monteira de Souza (CBF/RS).

Goiás: Harlei; Vitor, Ernando (Renan Oliveira), Rafael Toloi e Egídio (Ramon); Amaral, Olívio, Thiago Mendes e Ricardo Goulart; Júnior Viçosa (Iarley) e Felipe Amorim. Técnico: Enderson Moreira.

Vitória: Renan; Léo, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Wellington Saci; Rodrigo Mancha, Ananias, Pedro Ken (Reniê) e Tartá; Marquinhos (Eduardo Ramos) e Neto Baiano (Dinei). Técnico: Carpegiani.

Fonte: Bahia Notícias