Tricolor apresenta mais dois reforços para a Série B do Brasileiro

A diretoria do Bahia está mostrando que pensa mesmo na disputa do título da Série B do Brasileiro. O elenco limitado da disputa do Campeonato Baiano começa, a cada dia, ganhar novas peças. Com as apresentações do goleiro Renê e do lateral-direito Dênis, na tarde de ontem, já são cinco as contratações desde o final do Estadual para a disputa da Segunda Divisão – sem contar com o atacante Itacaré, contratado durante a fase final do Baiano.

Ainda esta semana, o atacante Jael e o meia Fábio Neves devem se juntar a Morais, Cacá, Diego, Renê e Dênis. Mas as contratações não irão parar por aí. “Nós estamos no aguardo. Não para por aí, ainda teremos a necessidade de trazer pelo menos dois jogadores para completar o elenco. Depois disso, damos uma parada e vamos trabalhar”, disse o gestor de futebol Paulo Angioni.

O goleiro Renê estava em negociação com o Bahia desde a semana passada. O jogador é do mesmo empresário de Jael, Adriano Spadotto, e fica no Fazendão até o final do ano.  Apresentado depois de ter realizado exames médicos, o goleiro pediu um tempo para entrar em forma. “Acredito que devo precisar de uns dez dias para ficar a disposição”, disse Renê. “Com o elenco que temos, nossas chances de subir são enormes. Que chorem as mães deles e as nossas sejam felizes”, completou.

Já o lateral-direito Dênis disse estar parado há uma semana e pediu um tempo maior para ficar à disposição do técnico Renato Gaúcho. O jogador deslanchou para o futebol brasileiro no Ipatinga. Depois que deixou o clube mineiro, no entanto, Dênis não teve tanto sucesso. Foi bem no Santos – o site do Bahia inclusive publicou um vídeo com nove minutos, com dois gols e uma assistência – e se transferiu para o Corinthians.

No Parque São Jorge, se envolveu em uma briga com o meia Marcinho, foi substituído por Diogo (o mesmo que veio para o tricolor no ano passado) e em seguida perdeu espaço. Agora, quer repetir o futebol de seus tempos áureos. “Estou chegando aqui no Bahia e espero repetir o meu melhor momento como jogador, quando atuei pelo Ipatinga e cheguei a ser vice-campeão estadual”, afirmou.

Com a chegada de Dênis, o Bahia deve se desfazer de um lateral-direito. Apodi conta com a confiança de Paulo Angioni. Carlos Alberto deixou Renato Gaúcho irritado na semana passada e pode estar com os dias contados. O contrato de experiência do lateral se encerra no dia 20 de junho e não deve ser renovado.

Fonte: portal da metropole