Publicidade


Time pronto, mas não divulgado

O treinador do Vitória resolveu mudar de idéia e liberou o acesso da imprensa para acompanhar o coletivo do time nessa quarta-feira no Barradão.
Contando com os retornos de Thiago Martinelli, Neto coruja e Júnior o time começou a ser desenhado. A surpresa foi a presença de Gabriel Paulista na zaga. Já Anderson Martins sentiu um desconforto muscular e foi poupado ao longo do treinamento.
Quem treinou como titular foram os jogadores Egidio e Uelliton. Depois de se queixar de dores no adutor o lateral-esquerdo atuou normalmente no treinamento, já o volante, que chegou na terça-feira com um mal estar começou no time de baixo.
O coletivo foi vencido pelos titulares por 4 x 0 com gols de Ramon e Júnior, que balançou as redes três vezes. O time principal formou com: Viáfara, Nino, Thiago Martinelli, Gabriel Paulista e Egídio; Neto Coruja, Bida, Ramon e Elkeson;, Adailton e Júnior.
Em entrevista coletiva realizada na tarde dessa quarta-feira após o treinamento do Vitória, o treinador Antônio Lopes criou um clima de mistério com relação ao time que entrará em campo no domingo.
Segundo Lopes o time já está definido, porém não irá divulgá-lo. “Hoje fiz duas formações diferentes e só lá na hora mesmo vou dar a escalação. Eu não tenho dúvida, já está escalado o time, mas não vou divulgar”, disse.
O treinador comentou sobre o Guarani. “Uma boa equipe, que começou bem o brasileiro, tem bons jogadores, tem uma organização boa, tem um bom ataque, esse Mazola é um bom jogador que está fazendo a diferença, o Renan que é um bom volante”, afirmou.
Lopes afirma que esse momento de mistério é importante para o time. “Esse momento requer esconder um pouco a maneira como vamos jogar, inclusive a escalação”, comentou.
Finalizando, Antônio Lopes afirmou que a situação do Guarani deixa a partida mais difícil. “Os problemas deles lá nós não estamos nem pensando. No futebol isso é bom porque eles vêm com mais força, mais dedicação e isso é uma situação perigosa. Não gosto de enfrentar times com problema, lá embaixo na tabela porque vem com mais vontade”, concluiu.