Sudesb anuncia fechamento temporário do Estádio Roberto Santos

Após especulações do que teria deixado em péssimo estado o gramado do Estádio de Pituaçu, no início do ano, a Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb) confirmou que a causa do problema são duas pragas: paquinhas (Scapteriscus ssp) e lagartas (Spodoptera frugiperda).

Através de nota divulgada na manhã desta quarta-feira (24), a Sudesb anunciou que a utilização do estádio será suspensa após o BaVi deste domingo (28), para um processo de recomposição do gramado, a partir da segunda-feira (1º de março).

A previsão é de que o estádio deixe de ser utilizado até o final de março, período em que a grama será trocada. A empresa Greenleaf Gramados ficará encarregada de executar o serviço, que já realizou em estádio como o Maracanã.

As diretorias de Bahia e Vitória ainda não se pronunciaram sobre a transferência dos jogos em que são mandantes, uma vez que o Barradão está em reforma.