Sub-20: É Campeão!

Olimpíada de Londres, no ano que vem. Com uma exibição simplesmente espetacular de Lucas, e com dois gols de Neymar, o Brasil fechou sua participação no torneio com uma goleada: 6 a 0 sobre o time do Uruguai.

No castigado campo do Monumental de Arequipa – que recebeu 15 jogos em menos de 15 dias –, coube ao jovem atacante do São Paulo, camisa 10 da Seleção, despertar um jogo que caminhava sonolento para o fim do primeiro tempo. Com dois gols relâmpago, aos 40 e aos 42, Lucas pôs o Brasil à frente.

Com Luna expulso por entrada violenta – principal arma da fraca equipe celeste –, as coisas pareciam ficar mais fáceis para o Brasil. E quando Vecino, carrasco da Argentina, desperdiçou um pênalti no início da segunda etapa, o time dirigido por Ney Franco pareceu finalmente ter achado o melhor caminho. E deslanchou.

Danilo, em boa jogada pela direita, fez o terceiro. Neymar, mesmo sem ser efetivo nas jogadas individuais, foi letal. Marcou duas vezes e tornou-se o maior artilheiro do Brasil em uma edição do torneio com nove gols. E em mais um golaço, Lucas fechou o placar para o Brasil.

A dupla é a chave do sucesso em Londres. O time dirigido por Ney Franco perdeu para a Argentina em um acidente de percurso (jogou com um a menos durante boa parte daquele jogo). Mas com os jogadores que tem – entre eles Casemiro e os laterais Danilo e Alexsandro, outros grandes destaques –, o ouro pode se tornar real.

O Mundial que acontece em julho, na Colômbia é a primeira meta. E, com os pés no chão, é título na certa.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 6×0 URUGUAI

ESTÁDIO: Monumental de UNSA, em Arequipa (PER)
DATA E HORA: Domingo, 13 de fevereiro de 2011, às 00h10 (de Brasília)
ÁRBITRO: Antonio Arias (PAR)
AUXILIARES: Francisco Mondria (CHI) e Rodney Aquino (PAR)
CARTÕES AMARELOS: Saimon (BRA), Cayetano, Platero, Polenta (URU)
CARTÕES VERMELHOS: Luna (URU), aos 44’/1ºT; Saimon (BRA), aos 2’/2ºT
GOLS: Lucas (1-0), aos 40’/1ºT; Lucas (2-0), aos 42/1ºT; Danilo (3-0), aos 5’/2ºT; Neymar, (4-0), aos 11’/2ºT; Neymar (5-0), aos 16’/2ºT; Lucas (6-0), aos 36’/2ºT

BRASIL: Gabriel, Danilo, Juan, Saimon e Alex Sandro; Fernando, Casemiro (Galhardo, aos 17’/2ºT), Oscar e Lucas (Gabriel Silva, aos 42’/2ºT); Neymar (Diego Maurício, aos 38’/2ºT) e Willian José
Técnico: Ney Franco

URUGUAI: Ichazo, Olivera, Platero, Cabrera e Polenta; Prieto (Arias), Cayetano (Pereira, intervalo), Vecino e Mayada; Luna e Rodriguez (Cepelini, intervalo)
Técnico: Juan Verzeri