Sub-20: Brasil goleia Chile

A estreia da Seleção Brasileira no hexagonal final superou as expectativas. A equipe comandada por Ney Franco derrotou o Chile por 5 a 1 em Arequipa na madrugada desta terça-feira, em jogo que o Brasil apresentou tempos distintos e um Neymar irresistível. Os cinco gols, o melhor resultado do Brasil no Sul-Americano Sub-20, deixam o caminho mais tranquilo para a equipe verde e amarela.

Neymar mais uma vez foi decisivo. Em um jogo equilibrado, com um Chile ofensivo e perigoso na 1ª etapa, o santista marcou dois gols na vitória, buscou o jogo, reclamou de dois pênaltis, deu assistência e saiu como destaque mesmo exagerando em segurar a bola. Neymar lidera a artilharia do torneio com sete gols marcados. Outro que marcou foi Lucas, autor do terceiro gol da Seleção e seu primeiro no torneio – Diego Maurício e Willian José encerraram o marcador.

O resultado deixa o Brasil na liderança do hexagonal final, com três pontos e melhor saldo de gols do que Uruguai e Equador, que bateram Colômbia e Argentina, ambos por 1 a 0. Os brasileiros voltam a campo de quinta para sexta-feira, quando enfrentam os colombianos também em Arequipa.

O jogo

Em um primeiro tempo equilibrado e aberto, Chile e Brasil mostraram o que deles se esperavam. Os jogadores foram para o intervalo com 1 a 1 no placar, mas um 3 a 3 não seria exagero pelo número de chances criadas pelas duas seleções.

Até os 15 minutos, brasileiros e chilenos ainda se estudaram e chegaram mais raramente ao ataque, mas uma sequência de gols movimentou a partida. Neymar cobrou falta que ainda bateu no travessão antes de morrer no fundo da rede aos 17min. Mas no lance seguinte, Carrasco pegou uma sobra pela direita e chutou, quase sem ângulo, entre o goleiro Gabriel e a trave em um lance de falha do brasileiro.

Willian José e Neymar iniciavam tabelas rápidas e comandavam o ataque brasileiro. Em um desses lances, o santista tentou por cobertura e quase marcou um golaço. Por outro lado, Lucas, prendendo muito a bola, e Oscar, sumido em campo, não acompanhavam o ritmo dos companheiros de ataque.

Pelo ataque chileno, Carrasco infernizava os zagueiros com velocidade e jogadas insinuantes. Mas foi César Pinares quem mais assustou Gabriel, primeiro em um chute que tocou a trave direita do goleiro brasileiro, e depois em uma tentativa à queima-roupa.

Oscar perdeu a última chance para o Brasil em um chute da entrada da área que passou próximo à trave de Alfaro. E as duas seleções foram para o intervalo reclamando do árbitro Omar Ponce. Neymar caiu na área, pediu pênalti e recebeu o amarelo. Já o chileno Gallegos recebeu um encontrão de Casemiro interpretado como normal.

Segundo tempo

No segundo minuto da etapa final, Neymar voltou a aparecer. Após lançamento de Oscar na área, Bruno Uvini ajeitou de cabeça e o santista pegou de primeira, estufando a rede. Golaço. E na sequência mais uma sessão de dribles e pedido ignorado de pênalti.

O Chile trocava passes para tentar superar a defesa adversária, enquanto o Brasil sempre acionava Neymar para comandar seu ataques. Casemiro teve oportunidade de marcar aos 18min, mas chutou para fora, sem ameaçar o goleiro Alfaro.

Aos 19min, quando a Seleção buscou atuar com outro jogador, conseguiu um golaço. Após tiro de meta, Lucas avançou, venceu a marcação e chutou por cobertura da entrada da área para fazer um lindo tento, seu primeiro no Sul-Americano. A seguir, o jogo teve uma quebra de ritmo quando Danilo sentiu problema muscular na virilha e precisou ser substituído por Galhardo.

Sem conseguir criar, o Chile passou a acertar duras faltas nos atletas brasileiros. Neymar era a principal vítima, mas Oscar e Fernando não escaparam das pancadas. Aos 33min, Lucas arriscou chute de longe que foi facilmente defendido por Alfaro, e no lance o camisa 10 do Brasil recebeu pontapé violento. O meia deixou a partida mancando, sendo substituído por Diego Maurício.

Logo após entrar em campo, o flamenguista deixou sua marca na partida. Neymar arrancou em direção à área e viu Diego Maurício livre. Após passe do camisa sete, o meia-atacante chutou forte e fez o quarto gol da Seleção aos 36min. Ao fim, Neymar encerrou sua apresentação sendo ovacionado, dando lugar a Henrique.

Mas ainda havia tempo para mais. Aos 44min, Diego Maurício correu avançou até a ponta, cruzou na área e viu Willian José subir na medida para testar ao fundo das redes.

Ficha Técnica

Brasil 5 x 1 Chile

Gols

Brasil: Neymar, aos 17min do primeiro tempo e aos 2min do segundo tempo, Lucas, aos 20min, Diego Maurício, aos 36min, e Willian José, aos 44min
Chile: Carrasco, aos 18min do primeiro tempo

Brasil
Gabriel; Danilo (Galhardo), Bruno Uvini, Juan e Alex Sandro; Casemiro e Fernando; Oscar, Lucas (Diego Maurício) e Neymar (Henrique); Willian José. Técnico: Ney Franco.

Chile
Alfaro; Opazo (Silva), Cristián Magaña, Casanova (Guerrero) e Martínez; Márquez, Reyes e Pinares (Gonzáles); Pinto, Carrasco e Gallegos. Técnico: César Vaccia

Cartões Amarelos
Brasil: Neymar
Chile: Opazo, Gallegos, Magaña e Silva

Árbitro e assistentes
Omar Ponce(EQU); Christian Lescano (EQU) e Miguel Nievas (URU)

Local
Estádio Monumental de Unsa, em Arequipa, no Peru