Sport x Vitória – Casa cheia, tabu histórico e vaga no G4

A Ilha do Retiro promete receber um grande público neste sábado, às 16h20, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O Sport precisa apenas da vitória para entrar no G4 e terá pela frente o Vitória, que tenta quebrar um tabu histórico: o de jamais ter vencido o time pernambucano na Ilha. Foram 15 jogos, com oito vitórias tricolores e sete empates.

Defendendo uma invencibilidade de sete jogos – cinco vitórias e dois empates -, todas sob o comando de PC Gusmão, o time pernambucano tem 40 pontos e se vencer entra no tão sonhado G4, passando o Americana, que tropeçou na última terça-feira e estacionou nos 41. O time baiano tem o mesmo jejum de derrotas, mas com três vitórias e quatro empates, e segue perto dos primeiros colocados, com 36.

No primeiro turno, o Vitória fez valer o mando de campo e venceu o Sport por 2 a 0, com gols de Rildo e Alison. O time baiano era comandado por Geninho, enquanto Hélio dos Anjos era o treinador dos pernambucanos. Hoje, nenhum dos dois estão no cargo.

Sport com força máxima
O técnico PC Gusmão (foto) não tem problemas para essa importante partida e vai contar com força máxima, já que terá os retornos do lateral-direito Thiaguinho, do volante Naldinho e do atacante Willians, todos confirmados entre os titulares. Durante o treinamento desta quinta-feira, o comandante cobrou uma movimentação maior por parte dos jogadores, pois espera que o Vitória comece marcando sob pressão.

Até aqui, o Leão disputou 12 partidas na Ilha, conquistando nove vitórias, dois empates e apenas uma derrota, tendo um aproveitamento de 80%. Sabendo desse ótimo aproveitamento, o atacante Bruno Mineiro destacou a importância de fazer o dever de casa para entrar no G4 e ficar até o final da Série B.

“Dentro de casa, independente do G4, nossa obrigação é vencer. Precisamos desse resultado, mas vamos enfrentar uma equipe difícil. Não podemos esquecer disso e, claro, deixar passar essa chance”, comentou o atacante, que tem presença confirmada nos 11 titulares.

Leão com três zagueiros
Sem perder há sete jogos, o time baiano deverá ter algumas mudanças em relação aos titulares que venceram o Duque de Caxias na rodada passada. A principal delas pode ser na utilização do lateral-esquerdo Fernandinho no meio-campo, dividindo a função de armar as principais jogadas de ataque com Geovanni. Uelliton e Preto ficariam mais presos na marcação.

No entanto, o técnico Vagner Benazzi (foto) estuda até mesmo mudar o esquema tático. Assim, largaria o tradicional 4-4-2 e passaria a atuar no 3-5-2. Se optar pelo esquema com três zagueiros, priorizando o sistema defensivo e pretendendo jogar no contra-ataque, o comandante tiraria Felipe da lateral-esquerda e colocaria o experiente beque Jean, ex-Grêmio e São Paulo. Assim, Fernandinho passaria a atuar na ala-esquerda, deixando apenas Giovanni como armador.

“O professor está escolhendo como sair com o time: ou três zagueiros ou dois meias. Com três zagueiros, dá uma confiança a mais. Eu prefiro três zagueiros, mas o Uelliton tem feito um bom trabalho, cobrindo a defesa nos jogos”, revelou o zagueiro Maurício, que está confirmado independentemente do esquema tático.