Sob 30 graus, time treina com bola para a

Contra o Fluminense, o “titio” como é carinhosamente chamado pelos colegas pelo fato de ser o mais velho do grupo, foi substituído aos 19 minutos por Luiz Gustavo devido à expulsão do zagueiro Kadu. Domingo, contra o Corinthians, no Barradão, Michel voltará a ser o dono da camisa 5 e com um objetivo bem definido: ajudar o Vitória a tentar mais um triunfo para se aproximar mais ainda do G4, zona de classificação para a Copa Libertadores.
“Independente da boa fase ou não do Corinthians, a gente tem que fazer nosso papel em casa e com apoio da torcida. A gente não pode ficar pensando no adversário. O objetivo é entrar no G4 e o objetivo maior é conseguir a vaga para a Copa Libertadores. Se fosse ao inverso, o Corinthians iria querer complicar e empurrar a gente lá pra baixo”, disse o volante durante a coletiva na manhã ensolarada desta quarta-feira, após treinamento no Barradão.
A atividade desta quarta-feira foi com bola. Distribuídos em três times, os jogadores participaram de um treino de posse de bola em campo reduzido. Os times se revezavam e o assistente técnico Éder Bastos comandou o trabalho, enquanto Ney Franco observou a movimentação.
Liberados do Departamento Físico, os volantes Neto Coruja e Marcelo participaram do treinamento. O meia Escudero realizou um trabalho físico com o professor Lucas Vinícius.
Nesta quinta-feira, as atividades serão em tempo integral. Depois do treino da manhã, às 9 horas, os jogadores almoçam na concentração Vidigal Guimarães, e às 15h30 voltam a treinar no CT Manoel Pontes Tanajura.
O lateral-direito Nino segue em transição com o professor Lucas. O atacante Maxi Biancucchi deu prosseguimento ao trabalho na academia de musculação.
 Fonte: EC vitoria