Santos não paga, e Ponte

Acabou o prazo. Mesmo após receber uma notificação extrajudicial, o Santos não pagou à Ponte Preta os R$ 400 mil referentes ao empréstimo do atacante Rildo até a última quarta-feira, limite imposto no documento. Por isso, o clube de Campinas entrará na Justiça contra o Peixe, que terá 30 dias para quitar o débito. Caso contrário, depois de mais três dias os santistas podem até ter bens penhorados.

Na última semana, a Macaca enviou uma notificação ao Alvinegro com a esperança de receber o dinheiro sem precisar ir à Justiça, mas não obteve resposta. Os R$ 400 mil deveriam ter sido pagos até julho pelo Santos.

– Não nos responderam a notificação. Daremos um prazo de 30 dias para o Santos pagar. Se não pagar, provavelmente tenha um prazo de três dias até ter algo penhorado, seja cota de televisão ou outra coisa – explica Giuliano Guerreiro, advogado da Ponte.

O problema é que a atual gestão do Peixe deixará o clube no próximo sábado, quando serão realizadas as eleições presidenciais. Logo, quem assumirá a dívida é o novo mandatário, que tem até 15 dias para tomar posse no Alvinegro.

O atacante Rildo tem contrato com o Santos até o dia 31 de dezembro. A permanência dele está praticamente descartada. A nova gestão vai decidir o futuro do jogador, que terminou a temporada com um problema na coxa direita e não entrou em campo nos últimos jogos do Campeonato Brasileiro.

O Santos foi procurado para falar se realmente recebeu a notificação, mas não respondeu até a publicação desta reportagem.

Fonte:João Paulo de CastroSantos, SP

Foto:(Foto: Ricardo Saibun / Santos FC)