Por 3 a 2

A forte chuva durante o dia chegou a botar em risco a realização da partida entre ASA e Vitória, na noite desta terça-feira (17). Sem adiamento, o rubro-negro baiano, com uma dose de emoção, fez valer a superioridade técnica e derrotou o time da casa por 3 a 2, no Estádio Municipal Arapiraca. O Leão chegou a abrir 3 a 0, mas cochilou e permitiu uma reação do ASA, que custou caro. O triunfo com apenas um gol de vantagem evitou que o Vitória ultrapassasse o Criciúma no saldo de gols e posteriormente chegasse ao topo da classificação. Com 25 pontos mesma pontuação do líder, na segunda posição, os comandados de Carpegiani enfrentam o Atlético Paranaense no próximo sábado (21), às 16h20.

Marquinhos abre o placar
O gramado do Estádio Municipal Arapiraca não é dos melhores. Com a forte chuva que atingiu a cidade nesta terça-feira (17), ASA e Vitória tiveram muitas dificuldades em fazer a bola rolar. Campo pesado e muitas faltas. Sorte do rubro-negro baiano que conta um jogador de muita categoria no elenco.Aos 8 minutos, Pedro Ken percebeu a movimentação de Marquinhos e fez um lindo lançamento para o companheiro, que entrou na grande área e driblou o goleiro Gílson. Com o gol vazio, o atacante tocou na bola e saiu para o abraço. Vitória 1 a 0. Cinco minutos depois, Marquinhos quis retribuir a assistência. Rolou para trás e Pedro Ken emendou uma bomba que passou muito perto do travessão. O ASA, apesar do fator mando de campo, não conseguia encaixar. O resultado disso foi mais uma oportunidade para o time baiano. Aos 21, após toque de Leilson, Marquinhos bateu fraco demais e a bola saiu pela linha de fundo.

Muita chuva e jogo ruim
O treinador Heriberto Cunha, do ASA, sentiu a superioridade do Vitória e resolveu mudar o time. O zagueiro Gaúcho, com cartão amarelo, foi substituído pelo meia Danilo Cruz, ex-Feirense. Ainda que timidamente, o time alagoano conseguiu assustar aos 27 minutos. Depois de uma jogada confusa na grande área, a bola sobrou para o atacante Lúcio Maranhão, que encheu o pé para uma bela defesa de Douglas. Aos 30, o lateral-direito Gabriel chegou na frente e finalizou para outra intervenção do arqueiro do Leão. A chuva aumentou nos últimos quinze minutos e o ritmo das duas equipes ganhou o caminho inverso. Vitória e ASA erraram muitos passes e pouco criaram até o intervalo.

Vitória faz mais dois
Antes que o ASA buscasse uma reação no jogo, o Vitória tratou de marcar mais um e praticamente selar mais um triunfo no Campeonato Brasileiro da Série B. Aos 4 minutos, Pedro Ken sofreu falta na intermediária. Esperto, o meia não esperou o sistema defensivo de recompor e cobrou rápido. Nino Paraíba ajeitou e mandou uma bomba no ângulo direito do goleiro Gílson. Vitória 2 a 0. O time da casa sentiu o golpe. Nada inspirado, o ASA de Arapiraca não conseguia chegar ao gol de Douglas. Azar dos alagoanos. Do outro lado, o rubro-nebro baiano era extremamente eficiente. Aos 15, Marquinhos cobrou falta e Victor Ramos, de cabeça, marcou mais um gol na Série B.

ASA reage e bota fogo no jogo
A partida estava tranquila para o Vitória até os 20 minutos. Após vacilo da defesa, o atacante Lúcio Maranhão subiu sem marcação e diminuiu o placar. Até então, a partida estava sob controle do time baiano. No entanto, aos 23, o jogo ganhou uma dose a mais de emoção. Rogério apareceu nas costas de Dener e cruzou para grande área. Roberto Jacaré bateu de primeira e marcou mais um. ASA 2 x 3 Vitória. Aos 31, o lateral-direito Gabriel Silva cruzou na área e Danilo Cruz cabeceou para boa defesa de Douglas, sem muitas dificuldades. A pressão do time casa só aumentava. Aos 40, o lateral Gabriel, que já tinha cartão amarelo, parou o contra-ataque com falta em Tartá e foi expulso pelo árbitro Cleriston Clay.

FICHA TÉCNICA
SÉRIE B
ASA 2 x 3 Vitória
Local: Estádio Municipal Arapiraca, em Arapiraca-AL.
Data: Terça-feira, 17 de julho.
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Victor Oliveira Cruz (SE).
Gols: Lúcio Maranhão e Roberto Jacaré (ASA) / Marquinhos, Nino Paraíba e Victor Ramos (Vitória)

ASA: Gilson; Gabriel Silva, Fabiano, Gaúcho (Danilo Cruz) e Chiquinho; Edson Veneno, Lucas (Geovane), Cal e Valdívia (Maranhão); Lúcio Maranhão e Roberto Jacaré. Técnico: Heriberto da Cunha.

Vitória: Douglas; Nino Paraíba, Gabriel Paulista, Victor Ramos e Dener; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Leilson; Marquinhos (Willie) e Nicácio (Tartá). Técnico: Paulo César Carpegiani.

Fonte: Bahia Notícias