Orlando Scarpelli

Contando com a estreia do meia Mancini, o Bahia conseguiu segurar o Figueirense e empatou com os catarinenses em 1 x 1, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela sexta rodada da Série A. Com este resultado, o tricolor ficou na décima quinta posição, ainda perto da zona de rebaixamento, com seis pontos. No domingo que vem, dia 1º, o time de Falcão terá a chance de subir na tabela no confronto com o Internacional, no Pituaçu.

Foto: Petra Mafalda / Futura Press

 

Figueirense cria mais chances em primeiro tempo sem graça
Com um esquema tático bastante aplicado defensivamente, o Bahia iniciou o jogo bem postado e sem dar chances ao Figueirense. Mas, atuando em seus domínios, o alvinegro do sul procurou explorar seu trio ofensivo e a partir dos quinze minutos isso deu resultado. Aos 17, Aloísio tocou para Caio, que chegou batendo na saída de Marcelo Lomba, que evitou o primeiro gol do duelo.

Dois minutos depois, foi a vez de Júlio César assustar. O habilidoso atacante pegou a bola na entrada da área e soltou a bomba, de três dedos, tirando tinta do gol tricolor. A partir daí, os visitantes procuraram defender e sair em contra-ataques rápidos com Jones e Elias, o que colocou o Figueira no ataque até o final da etapa inicial.

Mais agressivo, os mandantes chegaram com perigo novamente aos 37. Júlio César recebeu na ponta direita e arriscou em chute rasteiro, obrigando Lomba a realizar uma ótima intervenção. Poucos minutos após essa jogada, o tricolor deu o troco. Sozinho no ataque, Jones driblou três marcadores e soltou o foguete para a defesa de Wilson.

Mas a principal oportunidade catarinense apareceu aos 44, no apagar das luzes. O lateral-direito Pablo cruzou na medida para Aloísio, que, mesmo sem goleiro, errou a direção, cabeceando por cima do gol baiano.

Figueira domina e tricolor consegue bom empate
Precisando de um triunfo para se recuperar na competição, o Figueirense, embalado por sua torcida, partiu para cima do tricolor logo nos primeiros minutos do segundo tempo. E logo aos dois, por pouco não abriu o marcador. O volante Ygor apareceu como lateral e cruzou na cabeça de Botti, que testou com força para dentro do gol, mas Danny Morais apareceu para tirar em cima da linha.

Contudo, aos seis, os comandados de Falcão não resistiram. Em cobrança de escanteio da direita, Aloísio desviou para os pés de Júlio César, que dividiu com Lomba e estufou as redes do tricolor.

Mantendo o bom ritmo, o alvinegro teve outro grande momento aos 16. Julio Cesar enfiou de três dedos para Aloísio, completamente livre dentro da área. Ele recebeu e bateu para a defesa de Lomba. Mas a bola sobrou para Botti, sozinho, dar um bico em cima de Danny Morais. Porém, a redonda voltou mais uma vez para Aloísio, que soltou a bomba na defesa baiana, perdendo uma oportunidade incrível.

Procurando mais o setor ofensivo, o tricolor chegou ao empate aos 33. O estreante Mancini lançou para o garoto Vander, que parou e chutou rasteiro, no cantinho de Wilson, dando outro ânimo aos visitantes, que seguraram o ímpeto catarinense até o apito final do árbitro.

FICHA TÉCNICA
SÉRIE A
Figueirense 1 x 1 Bahia
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 24/06/2012
Árbitro: Heber Roberto Lopes (FIFA/PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia (CBF/PR) e Ivan Carlos Bohn (CBF/PR)

Figueirense: Wilson, Pablo, Canuto, Anderson Conceição e Marquinhos; Ygor, Túlio e Almir (Luís Fernando); Caio (Botti), Julio César e Aloísio (Fernandes). Técnico: Argel Fucks.

Bahia: Marcelo Lomba; Fabinho, Danny Morais, Lucas Fonseca e Ávine (Helder); Fahel, Diones, Jones (Lulinha) e Mancini; Elias e Júnior (Vander). Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Fonte: Bahia Notícias