O técnico Abel Braga, demitido

O técnico Abel Braga, demitido do Fluminense nesta segunda-feira após cinco derrotas seguidas, fez um pronunciamento emocionado nas Laranjeiras e reforçou que não ‘abandonou o barco’. O treinador disse que concorda com sua saída, mas que não pediria demissão apesar do momento ruim do clube. Ele também recebeu das mãos dos dirigentes uma réplica do troféu do Campeonato Brasileiro de 2012, título conquistado com três rodadas de antecipação.

“Primeiro queria dizer que não estou deixando o Fluminense. Fui demitido. Não deixaria esse grupo fantástico de jogadores num momento como esse. Tivemos a capacidade de vencer juntos e não poderia largá-los na hora que o time não está ganhando. Se tivesse na condição de dirigente também mudaria, essa é nossa cultura, da emoção, do resultado. Fica aqui mais uma vez meu agradecimento do funcionário que abria o portão ao presidente do clube. Agradecimento enorme por terem proporcionado esses 26 meses. Coisa rara no futebol brasileiro. Mas com certeza era hora de mudar”, disse Abel.