No topo

A liderança do Brasileirão segue nas mãos do Fluminense. Neste domingo, o Tricolor chegou aos 50 pontos, e aos 11 jogos de invencibilidade, com o poder de decisão do seu camisa nove. De volta após desfalcar a equipe por duas rodadas em virtude de um edema ósseo na bacia, Fred decidiu a vitória por 1 a 0 no estádio Beira-Rio – ele fez o único gol da partida. Em um encontro marcado por três expulsões, de Nei, Leandro Euzébio e Fabrício, e reclamação de pênalti em ambos os lados.

Com a marca de Fred, e a 14ª vitória em 23 partidas, o time carioca garante a ponta da tabela independente do jogo do Atlético-MG contra o Palmeiras. Para o Internacional o escore é a mais nova uma freada nos planos de arrancar e encostar no G-4. Para herói da tarde o retorno também significa a artilharia isolada no certame. Dono de 11 gols, Fre superou Vágner Love e Luís Fabiano no quesito.

Dentro de casa, o Internacional tentou montar uma blitz no Fluminense no começo. O time carioca se segurou na defesa nos primeiros minutos, não passou por sustos, e aos poucos foi para o ataque. O plano do Colorado ficou na teoria em virtude da falta de poder ofensivo. Cassiano, estreante no Beira-Rio, não conseguiu um arremate sequer. Dátolo, titular após 95 dias, foi esforçado mas não brilhou.

No Flu, Wagner foi baixa muito cedo – com 10 minutos, em virtude de uma lesão. Mas aos a equipe de Abel Braga não passou por sustos no primeiro tempo. E aos poucos encaixou bons contra-ataques.

O único fator que esteve presente dos dois lados foi a reclamação. Aos 12, o meia Fred driblou dois marcadores e entrou na área. Se chocou com Leandro Euzébio e pediu pênalti. Assim como todo o estádio. No protesto, Dagoberto levou amarelo. Quatro minutos mais tarde foi a vez dos cariocas bradarem.

De volta após se recuperar de sua lesão – e ser baixa diante de Figueirense e Santos, Fred deu um drible curto. Seco. E desconcertante em Rodrigo Moledo. Logo depois caiu na grande área esperando a marcação de um pênalti. Mais além o camisa nove nem sentiria falta do lance.

O gol do líder do Brasileirão nasceu com Wellington Nem. O camisa 18 disparou pela direita, chamou atenção de dois marcadores na frente da área e abriu espaço para Fred. O centroavante dominou, esperou Muriel sair e tocou por baixo.

Após o intervalo, Fernandão mandou o Internacional para cima de qualquer jeito. A resposta foram duas boas chances dentro da área. A primeira com Dagoberto, que só não fez pelo corte preciso de Euzébio. Mais tarde foi Bruno quem salvou após arremate de Elton.

Todo voltado para o ataque, o Colorado deu espaços. Em um deles, Wellinton Nem foi parado com falta de Nei. E o camisa quatro levou o segundo amarelo. Expulsão que, numericamente, foi compensada menos de um minuto depois. Leandro Euzébio chutou Índio fora do lance e também foi para rua. Até o final o Internacional cercou a área de Cavalieri. Arriscou chutes forte, mas sem sucesso.

FOnte: UOL