No finalzinho

Mesmo após segurar o Náutico por quase todo o jogo, o Bahia voltou a vacilar na defesa, no finalzinho do confronto, e perdeu por 1 x 0 para o adversário pernambucano nesta noite de sábado (18), pela 18º rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, nos Aflitos. Com este resultado, o tricolor permanece na zona de rebaixamento, na 17º posição, e para tentar se afastar da degola, no próximo final de semana, o time de Caio Júnior vai encarar o Atlético-GO, no Pituaçu.

Sem grandes emoções, primeiro tempo terminar zerado
Em uma primeira etapa morna e sem grandes emoções, Náutico e Bahia não tiveram boas atuações no primeiro tempo de confronto. O time da casa, embalado por sua torcida, procurou utilizar o garoto Rhayner nas duas laterais de campo. Já o tricolor resolveu apostar em contra-ataques, o que não deu certo.

A primeira oportunidade do confronto foi do Timbú. Após linda jogada individual, o experiente atacante Araújo tentou o chute, mas foi interceptado por Titi. Pouco tempo depois, o tricolor deu a resposta. Gabriel recebeu passe na entrada da área e percebeu a saída de Gideão, que fechou o ângulo, obrigando o atleta tricolor a tocar para fora.

Com maior posse de bola, os mandantes acionaram o jovem Rhayder aos 30. Depois de avançar com muita velocidade e penetrar na grande área, ele estava pronto para o chute, quando Titi apareceu para atrapalhá-lo. O goleiro Marcelo Lomba não teve dificuldades para realizar a defesa.

E antes de terminar do último apito antes do intervalo, o Timbú ainda criou outra chance. Após cobrança de falta ao lado da área, a bola sobrou nos pés de Rhayner, que se antecipou a Neto e arriscou a bomba, assustando Lomba.

Tricolor recua e Martinez aproveita
Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Bahia, que retornou dos vestiários mais ofensivo com a entrada de Lulinha no lugar de Hélder, por pouco não tirou o zero do placar. Após cobrança de falta de Mancini, o volante Fahel apareceu de surpresa e desviou de cabeça, mas o Gideão fez outra grande defesa.

Aos 10, o Timbú deu a resposta. O lateral Douglas Santos puxou contra-ataque e cruzou para a área. Victor Lemos conseguiu se antecipar e cortar o lance. E bem mais dinâmico no ataque, o alvirrubro só assustou novamente aos 34. Rhayner dividiu bola com o próprio Lemos e por pouco não surpreendeu Lomba.

E aos 42 a pressão deu resultado. O volante Martinez resolveu carregar a redonda na intermediária e soltou o foguete, no ângulo de Lomba, marcando um golaço diante da sua torcida e determinando o placar final do clássico.

FICHA TÉCNICA
SÉRIE A
Náutico 1 x 0 Bahia
Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data: 18/08/2012
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG)
Auxiliares: Janette Mara Arcanjo (Fifa/MG) e Marcus Vinícius Gomes(MG)

Náutico: Gideão; Alessandro, Marlon, Jean Rolt e Douglas Santos (João Paulo); Dadá, Martinez, Rogerinho (Lúcio) e Rhayner; Kim (Rico) e Araújo. Técnico: Alexandre Gallo.

Bahia: Marcelo Lomba; Neto, Danny Morais, Titi e Hélder (Lulinha); Fabinho (Diones), Fahel, Victor Lemos e Mancini (Ciro); Gabriel e Souza. Técnico: Caio Júnior.

Fonte: Bahia Notícias