Neto Coruja sentiu dores na

O treino transcorria normalmente. De um lado do gramado, Caio Junior orientava os titulares. Do outro, os reservas faziam um trabalho técnico em campo reduzido. Mas um lance mudou tudo. Neto Coruja sentiu dores na coxa direita e não teve mais condições de continuar em campo. O volante do Vitória teve que ir para o vestiário apoiado no zagueiro Gabriel Paulista. No percurso, Coruja chorou bastante.
O choro do jogador do Vitória não era justificado somente pela lesão sentida nesta sexta. O histórico de contusões do atleta é preocupante. Nos últimos dois anos, Neto Coruja fez apenas 16 partidas. Uma lesão no joelho o obrigou a passar por uma cirurgia. No início de 2013, ele afirmou que queria fazer deste o seu ano. No entanto, as lesões voltaram a atrapalhar.
– É um assunto bem chato. Tive um experiência triste como tive hoje. Realmente a gente sofre muito com ele. Todo mundo sofre, dá apoio, mas ele sofre mais. Todo mundo foi ao vestiário dar apoio, mas não é fácil. Um jogador que sai do departamento médico e volta, como ele, não é fácil. Tudo isso é triste, mas a gente tem que incentivar – disse o técnico Caio Junior, que, ao perceber a lesão do atleta, fez questão de deixar o campo de treinamento e ir ao vestiário.
De acordo com a assessoria de imprensa do Vitória, o jogador sofreu desta vez uma distensão na coxa. A lesão seria acima do local que o atleta machucou no mês de junho. O volante será submetido a um exame de imagem neste sábado para saber a gravidade da lesão.

Fonte:Raphael Carneiro Globoesporte.com

Foto;Reprodução