Muita chuva e pouco futebol

Debaixo de muita chuva, Bahia e Santos não saíram do zero na partida de estreia das duas equipes na Série A do Campeonato Brasileiro. Mesmo com a boa condição do gramado do Pituaçu, tricolores e alvinegros, que criaram muitas chances de gols, ficaram com um ponto cada. Agora, o time baiano vai encarar o Grêmio, quinta-feira, pelo jogo de volta da Copa do Brasil, no Olímpico.

Foto: Max Haack / Bahia Notícias

 

Santos tem mais chances em primeiro tempo equilibrado
Saindo das suas características defensivas, o técnico do Bahia, Falcão, resolveu colocar em campo uma equipe mais ofensiva diante do Peixe, que sentiu a falta de entrosamento durante os primeiros quarenta e cinco minutos. Mas, com a forte chuva que caiu em Salvador durante todo o dia, os dois times procuraram explorar rápidos contra-ataques, já que o gramado, mesmo em ótimas condições, estava bastante pesado.

Em decorrência deste problema, as principais jogadas só poderiam sair mesmo em bolas paradas. E foi assim que o alvinegro ficou perto de abrir o placar em duas oportunidades seguidas. Na cobrança de escanteio, da direita, aos 12, Bernardo colocou na cabeça do zagueiro David Braz, que testou firme, acertando a trave de Marcelo Lomba.

Na sequência deste lance, os paulistas tiveram outra grande chance de tirar o zero do marcador e complicar a vida dos baianos. O próprio Bernardo, agora do lado contrário, achou Bruno Rodrigo sozinho no primeiro poste. O defensor santista só fez desviar, assustando a torcida tricolor.

Precisando estrear bem, os mandantes partiram para cima e equilibraram o confronto. E aos 17, Gerley bateu falta da entrada da grande área no meio do gol, obrigando Aranha a fazer sua primeira intervenção no jogo. Porém, o arqueiro do Peixe deu rebote e Fahel não aproveitou. Dez minutos depois, Fabinho lançou na marca do pênalti, a zaga santista tirou e a bola sobrou nos pés de Lulinha, que furou o chute.

Tricolor volta melhor e não fura o bloqueio santista
Melhor nos passes, o Bahia retornou com outra postura no segundo tempo e logo aos sete minutos faz o primeiro gol na Série A deste ano. O atacante Ciro recebeu belo lançamento de Fahel, penetrou na área e chutou rasteiro, no cantinho de Aranha, que conseguiu salvar o Peixe.

Mais ofensivo, o tricolor voltou a levar perigo ao gol de Aranha aos 28. Magno serviu Júnior na medida, na linha da grande área. O Diabo Loiro soltou o foguete, de primeira, tirando tinta da trave do Peixe.

Poucos minutos depois desta jogada, Gabriel resolveu arriscar da intermediária em um chute forte, mas Aranha salvou mais uma vez. No rebote, Zé Roberto estava livre para marcar, mas o árbitro marcou o impedimento.

Contudo, a última grande oportunidade foi do Peixe. Borges recebeu passe na grande área e, de frente com Lomba, errou o alvo, perdendo um gol incrível.

FICHA TÉCNICA
Campeonato Brasileiro – 1ª Rodada
Bahia 0 x 0 Santos
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 20/05/2012
Árbitro: Evandro Rogério Roman
Auxiliares: Bruno Boschilia e José Carlos Passos (Todos os três do Paraná)

Bahia: Marcelo Lomba, Fabinho, Rafael Donato, Titi e Gerley; Fahel, Hélder, Morais (Magno) e Gabriel; Lulinha (Zé Roberto) e Ciro (Júnior). Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Santos: Aranha, Rafael Galhardo (Maranhão), Bruno Rodrigo, David Braz (Vinícius) e Léo; Éwerton Páscoa, Gerson Magrão, Felipe Anderson e Bernardo; Rentería (Alan Santos) e Borges. Técnico: Muricy Ramalho.

Fonte: Bahia Notícias