Minas Gerais

Empate sem gols com o São Caetano fora de casa e derrota por 1 a 0 para o Bragantino, em pleno Barradão. Este é o retrospecto recente do Vitória na Série B do Campeonato Brasileiro, embora faça boa campanha e se mantenha na segunda colocação, com 32 pontos ganhos.Para voltar a vencer depois de dois jogos sem sequer ter feito um único gol, o rubro-negro baiano volta a campo às 16h20 deste sábado, 11, contra o América-MG, no Estádio Independência, em Belo Horizonte.Um eventual triunfo sobre o Coelho poderá levar o Leão à liderança do torneio; para tanto, será preciso que o Criciúma, então o líder com 35 pontos, que tem maior saldo de gols que o Vitória, perca por dois ou mais gols para o São Caetano, em partida que acontece no mesmo horário, no Estádio Anacleto Campanella, no interior de São Paulo.

Nesta partida que poderá representar a 11ª vitória do time baiano na competição, o técnico Paulo César Carpegiani terá os desfalques dos suspensos Nino Paraíba, Uelliton e Mansur. O jogo marcará também a estreia do atacante William, contratado pelo clube para ocupar a vaga deixada pelo artilheiro Neto Baiano, que se transferiu para o futebol japonês.

Além de América-MG x Vitória e de São Caetano x Criciúma, o sábado que fecha a 16ª rodada tem ainda os duelos Goiás x Boa Esporte, Guaratinguetá x Joinville e Paraná x CRB.

Vitória – Para os lugares dos suspensos Mansur e Uelliton, Carpegiani adiantou durante a semana que lançará mão do recém contratado Gilson e do volante Rodrigo Mancha, respectivamente.
A única dúvida do treinador está na lateral direita, onde a vaga deixada por Nino Paraíba tem a concorrência de Léo e de Carlinhos. O comandante rubro-negro afirmou que somente deverá escolher o responsável por ocupar a ala direita momentos antes de a bola rolar no Independência.

Além da estreia de Gilson, outro que vestirá o manto rubro-negro pela primeira vez é o experiente atacante William, que, tão logo chegou à Toca do Leão, já foi requisitado por Carpegiani para entrar em campo pela primeira vez. Ao seu lado na linha de frente, Willie, jovem das divisões de base, ganhou a vaga que era de Marquinhos, então numa fase ruim.
Dono da segunda melhor campanha da Série B, mesmo se perder, o Vitória se manterá na segunda colocação: tem pelo menos duas vitórias a mais que os clubes que se encontram a partir da terceira colocação. Com dez vitórias, dois empates e três derrotas, o Leão tem um aproveitamento de 71,1%.

América-MG – O ex-goleiro e novo técnico Marco Antônio Milagres do América Marco Antônio Milagres não poderá contar com o experiente meia Gilberto, que ainda se recupera de um estiramento na panturrilha esquerda.
Em seu lugar, Milagres deverá escalar Thiago Humberto, que deverá formar dupla de meia armadores com Thiaguinho. O destaque do Coelho para a partida é a escalação, pela primeira vez, da dupla de ataque formada por Rodrigo Pimpão e Alessandro.
Escolha que levou o comandante do time mineiro a optar por deixar no banco de reservas, como opção, o experiente atacante Fábio Júnior, então o artilheiro do clube na Série B, com quatro tentos marcados.

Após um bom começo na Série B, em que figurou entre os quatro primeiros colocados, o Coelho caiu de rendimento e ocupa agora apenas a sétima posição, com 26 pontos, três atrás do São Caetano, que é o quarto colocado. Com aproveitamento de 57,8%, o América-MG venceu oito partidas, empatou duas e perdeu cinco.

América-MG x Vitória – 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).
Data: Sábado, 11 de agosto.
Horário: 16h20.
Árbitro: Antonio Frederico de Carvalho Schneider (CBF/RJ).
Assistentes: Ediney Guerreiro Mascarenhas (CBF/RJ) e Jackson Massarra dos Santos (CBF/RJ).

América-MG: Neneca; Boiadeiro, Gabriel, Vinícius Simon e Bryan; Dudu, Leandro Ferreira, Thiaguinho e Thiago Humberto; Alessandro e Rodrigo Pimpão. Técnico: Marco Antônio Milagres.
Vitória: Deola; Léo (Carlinhos), Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson; Rodrigo Mancha, Michel, Pedro Ken e Leílson; Willie e William. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Fonte: A Tarde