Mano Menezes confirmado para a Seleção Brasileira

A Seleção Brasileira já tem um treinador. É Mano Menezes, que vai se despedir do comando do Corinthians, neste domingo à tarde, quando enfrenta o Guarani pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico deu o esperado “sim” à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), neste sábado cedo, após o treino recreativo realizado no Parque São Jorge.

Mano aceitou o cargo, depois de muita especulação em cima de Luiz Felipe Scolari, o Felipão, agora no Palmeiras, e de um convite oficial feito pela CBF a Muricy Ramalho, na sexta-feira cedo, no Rio de Janeiro, porém, rejeitado à tarde pela direção do Fluminense. O novo técnico deve carimbar seu passaporte para a Copa do Mundo de 2014, mesmo porque a CBF lhe ofereceu um contrato de quatro anos, como já aconteceu com seu antecessor, o malcriado e mau humorado Dunga.

O anúncio oficial aconteceu às 11h30, em entrevista coletiva, com o técnico aparecendo ao lado do presidente André Sanches, que foi um figurativo chefe da delegação brasileira na Copa da África do Sul.

As palavras do treinador:

“Realmente estes microfones já fazem parte de um momento muito importante da minha vida, desde a apresentação aqui no Corinthians. Gostaria de comunicá-los de que, como todos têm conhecimento, de que ontem (quinta-feira), por volta das 17h30, recebi o convite oficial da CBF para assumir o comando técnico da seleção brasileira.

Tivemos uma conversa longa, Dr. Ricardo Teixeira e eu. Ele me expôs as idéias da CBF para o projeto 2014. Fiz alguns questionamentos que entendia que deveriam ser feitos, por serem importantes. E pedi a ele para encaminhar depois uma opinião oficial para todo o Brasil. É isso que vim aqui confirmar. Eu aceito o convite que o presidente me fez. A partir de agora, o encaminhamento de todas as outras situações, pois vocês hão de entender que o fato pra mim é absolutamente novo desde a noite de ontem (sexta-feira). Então para todo o Brasil, a partir de agora, vou dizer que aceito o convite”.

“Chego a seleção com muito orgulho. A maioria dos técnicos do Brasil gostaria de estar no meu lugar. Isso dá uma Idea de quanto é importante ser técnico da seleção. Vinha escrevendo uma trajetória para um dia checar na Seleção. Mas acho que foi mais rápido do que eu pensava. Mas não sou de fugir de desafios. Em todo momento que você vem se preparando, a gente vai se aperfeiçoando e se preparando para novos desafios”, conclui.

Às 11h31, a entrevista foi interrompida pela entrada de alguns jogadores do Corinthians, aos gritos, cumprimentando o treinador. Entre eles estava Dentinho, Júlio César, Ronaldo, Iarley e Roberto Carlos.

Como vai jogar seu time?
“Entendo a ansiedade e curiosidade de todos. Não poderia ser diferente. Mas combinamos na conversa que tivemos que só vou falar sobre seleção, planos, formação de comissão técnica, a partir da segunda-feira, quando teremos a apresentação oficial no Rio de Janeiro, às 16 horas, se não me engano. Até domingo vou continuar tendo o máximo respeito com o Corinthians, levando com responsabilidade até o compromisso com o Guarani. Sei que na entrevista, após o jogo, vocês vão me perguntar sobre a seleção, mas entendo que devo comandar o Corinthians, com responsabilidade, até domingo”.