Luxemburgo não resiste à pressão e deixa Cruzeiro

Vanderlei Luxemburgo não é mais treinador do Cruzeiro. Depois de perder por 1 a 0 para o Santos, nesse domingo, no Mineirão, o técnico foi demitido nesta segunda-feira. Com o tropeço diante do Peixe, a Raposa chegou a seis jogos sem vitória. O diretor de futebol do clube, Isaías Tinoco, também foi demitido. Para seu lugar, entra Bruno Vicintin, superintendente das categorias de base do clube. O último resultado positivo foi no início de agosto, quando o time celeste bateu o Palmeiras por 2 a 1 em casa, pelo Campeonato Brasileiro. Depois disso, foram seis partidas, com cinco derrotas e um empate. Entre esses confrontos, a equipe mineira foi eliminada das oitavas de final da Copa do Brasil, ao ser derrotada, coincidentemente, pelo Palmeiras, por 3 a 2, em Belo Horizonte. Vanderlei deixou a Toca da Raposa sem dar declarações. A diretoria do Cruzeiro informou também que ainda não procurou um novo treinador para assumir o time.
Para explicar a situação do Cruzeiro, o presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares, explicou que a decisão foi tomada nesta segunda-feira e que Vanderlei Luxemburgo entendeu a situação do clube.
– Ele me agradeceu e disse que respeita minha decisão. Sequer falou sobre multa rescisória – disse o dirigente.