Longe da liderança

Jogando muito mal, o Vitória não teve uma tarde feliz no Joia da Princesa, em Feira de Santana, e perdeu para o Bahia de Feira, por 2 x 0, pela décima sétima rodada do Campeonato Baiano. Mas, mesmo com este resultado, o rubro-negro se manteve na segunda posição na tabela, com 32 pontos. A distância para o Bahia, líder do estadual, aumentou para sete. Na próxima quarta-feira (28), a equipe da Toca tentará a recuperação contra o Fluminense, no Barradão.

Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Rômulo faz a festa nas falhas defensivas do Leão
Diferente das últimas cinco partidas, o Vitória começou a partida no Joia muito desarrumado taticamente e sentindo o poder ofensivo do Tremendão. A equipe de Toninho Cerezo errou muitos passes e quase não assustou o goleiro feirense, Dionathan, que pouco trabalhou nos primeiros quarenta e cinco minutos.
E com um futebol mais envolvente, o time do técnico Arnaldo Lira abriu o placar aos 25 minutos. Após cobrança de falta do zagueiro Menezes, o goleiro rubro-negro, Renan, soltou a bola nos pés do atacante Rômulo, que bateu forte no canto esquerdo, estufando as redes e fazendo a festa da torcida tricolor.
Aproveitando o desequilíbrio adversário, o atual campeão baiano ampliou um minuto depois, mais uma vez com Rômulo. O centroavante do Tremendão recebeu passe de Tiago Granja na entrada da área, tirou a marcação de Gabriel e Rodrigo, e chutou no mesmo canto do gol anterior, levando a boa vantagem para a segunda etapa.
Leão volta ofensivo e deixa a desejar nas finalizações
Necessitando atacar para tentar virar o placar, Cerezo colocou em campo uma escalação muito ofensiva no último tempo de confronto. Com as entradas de Marquinhos e Dinei, nos lugares de Rildo e Uelliton, respectivamente, a equipe passou a pressionar um pouco mais o adversário.
Contudo, em uma tarde muito infeliz, o rubro-negro teve grandes dificuldades para passar do forte sistema de marcação tricolor e por pouco não tomou o terceiro, aos 24. Depois de uma saída desastrosa, o goleiro Renan atrapalhou Wellington Saci e deixou a redonda nos pés do atacante Carlinhos, que errou o chute, mesmo com o gol aberto, para desesperado do torcedor feirense.
A grande chance rubro-negra aconteceu aos 32. Dinei recebeu lançamento na grande área e tocou de calcanhar para Nino Paraíba chegar soltando a bomba, acertando a trave de Dionathan. Pouco minutos depois, o lateral do Leão acabou se desentendendo com Menezes e ambos foram expulsos.

Fonte? Bahia Notícias