Publicidade


Líder

Não foi nem de longe a atuação dos sonhos do torcedor tricolor, mas a vitória por 2 a 0 do Fluminense sobre a Portuguesa na noite desta quarta-feira, no Canindé, serviu para manter o time carioca na liderança do Campeonato Brasileiro. Jogando mal e sofrendo pressão do time paulista em boa parte do duelo, a equipe de Abel Braga soube aproveitar os erros da defesa adversária na parte final da segunda etapa e marcou com Jean e Wellington Nem.

A vitória deixa o Fluminense, melhor visitante do Brasileirão, com 53 pontos, sem chances de ser alcançado pelo Atlético-MG na sequência da rodada. O time mineiro, porém, segue com uma partida a menos. Já a Portuguesa estaciona nos 29 pontos.

O mistério na escalação do Fluminense durante a semana foi desfeito com a confirmação do volante Diguinho na vaga do meia Wagner, lesionado. O esquema continuou o mesmo 4-2-3-1 com Wellington Nem e Thiago Neves pelos lados do campo, mas com Jean tendo mais liberdade para chegar ao ataque. A Portuguesa, com duas linhas de quatro bem compactadas, entrou em campo sem surpresas.

Melhor visitante do Brasileirão, o Fluminense quase marcou aos 8min. Após ótimo passe de Diguinho, Wellington Nem saiu na cara do gol, mas Dida fez bela defesa. Apesar do susto, era a Portuguesa, com muito mais disposição, que dominava a posse de bola e pressionava o adversário, parando nas boas defesas de Diego Cavalieri.

Com o passar dos minutos, como era natural, o ritmo da Portuguesa caiu. Aos 23min, Fred pediu pênalti em jogada na área, mas o árbitro mandou o lance seguir. Sem conseguir criar no setor ofensivo, com Thiago Neves apagado, o Fluminense também não levava perigo. A partida perdeu emoção nos 15 minutos finais e as equipes foram para o vestiário sem tirar o zero do placar.

Para aumentar o poder ofensivo do seu time, e preocupado com uma possível expulsão, o técnico Abel Braga tirou o volante Diguinho, que já tinha amarelo, para a entrada do atacante Rafael Sobis. O panorama, porém, não se alterou. A Portuguesa continuou sufocando o adversário com a marcação avançada e explorando as jogadas pelo lado do campo.

Da mesma maneira como aconteceu na primeira etapa, o jogo caiu de rendimento, com os times errando mais passes. Quando tudo caminhava para um empate sem graça, a defesa da Portuguesa colocou emoção na partida e o Fluminense ‘matou’ o jogo em dois minutos. Aos 28min, após a zaga da Lusa afastar mal, Jean dominou na frente da área e chutou. A bola ainda desviou no caminho e entrou no canto direito de Dida.

Dois minutos depois, quando ainda se recuperava do baque, a Portuguesa levou o golpe de misericórdia. Gustavo tentou proteger a bola na entrada da área, mas perdeu o lance para Wellington Nem que driblou Dida e marcou o segundo gol do Fluminense, que manteve a liderança do Campeonato Brasileiro.

FOnte: UOL