Japão derrota Camarões

No duelo entre os dois considerados ‘azarões’ do grupo E da Copa do Mundo, o Japão levou a melhor. Em um jogo de baixo nível técnico, a seleção asiática derrotou Camarões por 1 a 0 nesta segunda-feira, no estádio Free State, em Bloemfontein. O gol foi marcado por Honda, no primeiro tempo (veja no vídeo). Eto’, principal esperança dos africanos, pouco tocou na bola e só teve uma jogada de brilho em 90 minutos.

Com este resultado, os japoneses somaram três pontos, assim como fez a Holanda mais cedo. Porém, a seleção europeia, que venceu a Dinamarca por 2 a 0, lidera a chave por ter feito um gol a mais. Os camaroneses seguem sem pontuar.

A partida marcou o fim de dois tabus. Pela primeira vez a seleção japonesa venceu um jogo de estreia em Mundial. Já a equipe camaronesa, até então, nunca havia sido derrotada em sua partida inaugural.
Keisuke Honda comemoração Japão contra CamarõesKeisuke Honda comemora o gol do Japão contra Camarões (Foto: AFP)

As duas seleções voltam a campo no próximo sábado. O Japão enfrenta a Holanda às 8h30m (de Brasília) em Durban, enquanto Camarões joga contra Dinamarca, às 15h30m, em Pretória.

Gol de Honda sai na primeira etapa

O jogo começou muito amarrado no meio-campo, com as duas seleções distribuindo chutões. No primeiro bom ataque de Camarões, aos oito minutos, Webo cruzou na área para Choupo Moting, mas o atacante não conseguiu o domínio ideal para a conclusão.

O time africano assustou novamente aos dez, quando Kawashima saiu errado do gol após cobrança de falta. Na sequência, Mbia acabou cometendo falta de ataque. Ligeiramente mais ofensiva, a equipe camaronesa insistia em jogadas pelo meio-campo, mas os japoneses congestionavam bem o setor.
Daisuke Matsui jogo Japão contra CamarõesMatsui deu trabalho aos camaroneses (Foto: AFP)

O Japão ameaçou pela primeira vez aos 16. Matsui desceu pela direita e cruzou para a área, mas Souleymanou, atento, fez a defesa. Aos 20, entretanto, o goleiro de Camarões soltou uma bola depois de trombar com Mbia. Mas Okubo estava impedido e o lance foi paralisado.

A partida seguiu equilibrada, com muitas faltas e raras chances de gol. Samuel Eto’o, jogador mais renomado em campo, cansou de levantar a mão pedindo a bola, mas seguia pouco participativo. Aos 30 minutos, Kawashima saiu mal, soltou a bola e bateu com as costas no chão. Após ser atendido, continuou em campo.

Aos 37, finalmente, uma boa conclusão a gol de Camarões. Eyong bateu de pé direito e Kawashima caiu para fazer a defesa. No minuto seguinte, a resposta do Japão veio de forma certeira. Matsui cruzou na segunda trave, Honda dominou livre e chutou no alto: 1 a 0. E foi o último bom lance da primeira etapa.
Keisuke Honda gol Japão contra CamarõesKeisuke Honda chuta para macar o único gol da partida entre Japão e Camarões (Foto: Reuters)

Eto’o só aparece uma vez com destaque e trave salva Japão no fim

No segundo tempo, logo aos três minutos, finalmente Eto’o fez uma grande jogada. Passou por três marcadores e cruzou rasteiro, mas Choupo-Moting chutou para fora, desperdiçando a melhor chance camaronesa na partida.

Mostrando mais disposição em campo, Camarões criou nova oportunidade aos nove. Mbia cruzou e Webo completou de cabeça, para fora. Aos 11, Choupo-Moting desceu pelo lado esquerdo do ataque, finalizando pela linha de fundo.

Para deixar o time camaronês mais ofensivo, o técnico Paul Le Guen tirou o volante Matip e colocou o atacante Emana, aos 18 minutos. Aos 23, foi a vez de Takeshi Okada mexer, colocando Okazaka no lugar de Matsui. E a zaga nipônica, liderada pelo brasileiro naturalizado Tulio Tanaka, continuava bem postava em campo, cortando as investidas ofensivas dos africanos.

A partir dos 30 minutos, Camarões foi para o tudo ou nada. Geremi e Idrossou entraram, mas a equipe seguia com dificuldades para criar jogadas ofensivas. Eto’ o, bem marcado, tentava distribuir passes nas pontas, todos neutralizados pelos asiáticos.

O Japão chegou com muito perigo aos 36 minutos. Hasebe recebeu na entrada da área e bateu no canto, obrigando Souleymanou a fazer grande defesa. No rebote, Okasaka acertou a trave, mas estava impedido.

Aos 40, a jabulani quase surpreendeu o goleiro Kawashima. No lindo chute de Mbia, a bola pegou um efeito e tocou caprichosamente no travessão. Por muito pouco não veio o empate.

Na chance derradeira de Camarões, a estrela de Kawashima brilhou. Após cruzamento da direita, Webo tocou de cabeça e o goleiro fez grande defesa, aos 47. Mas Eto’ já havia feito falta de ataque. Fim de jogo e festa azul, tanto em Bloemfontein quanto na terra do sol nascente.

Japão           1 x 0 CAMARÕES

Japão     Kawashima, Nagatomo, Nakazawa, Tulio Tanaka e Komano; Matsui (Okazaki), Honda, Abe, Hasebe (Inamoto) e Endo; Okubo (Yano)
Técnico: Takeshi Okada

Camarões    Souleymanou, Mbia, Nkoulou, Bassong e Assou Ekotto; Matip (Emana), Makoun (Geremi) e Eyong; Eto’o, Webo e Choupo Moting (Idrissou)
Técnico: Paul Le Guen

Gol: Honda, aos 38 minutos do primeiro tempo
Cartões amarelos: Nkoulou (CAM) e Abe (JAP)
Estádio: Free State, em Bloemfontein. Data: 14/0/2010.  Árbitro: Olegário Bequerenca (POR). Assistentes: José Cardinal (POR) e Bertino Miranda (POR)

fonte:  globo.com