Fluminense é o melhor do Brasil após 26 anos

Com méritos e por ter realmente o melhor elenco da temporada, o Fluminense sagrou-se campeão brasileiro de 2010. Foi uma conquista suada, confirmada na vitória sobre o rebaixado Guarani, por 1 a 0, dentro do Engenhão, no fechamento, neste domingo à tarde, da 38.ª rodada, a última da temporada. Com 71 pontos, o Fluzão não poderia ser alcançado por seus mais diretos perseguidores.

O Fluminense liderou por 23 rodadas, teve o melhor jogador da temporada (o meia Conca), a melhor defesa (com 36 gols) e o quarto melhor ataque (62 gols).

Num jogo nervoso, o gol do título foi marcado por Émerson, no segundo tempo. A conquista quebrou um jejum de 26 anos desde o título inicial de 1984. Na época o técnico do tricolor das Laranjeiras era Carlos Alberto Parreira.

Timão vacilou feio
E o Corinthians decepcionou ao empatar, por 1 a 1, com o Goiás, em Goiânia, enquanto o Cruzeiro nos acréscimos, venceu de virada, por 2 a 1, o Palmeiras em Sete Lagoas-MG. O Corinthians, no ano do seu Centenário, ficou em terceiro lugar, com 68 pontos, perdendo o vice-título para o Cruzeiro, com 69 pontos. Os dois – ao lado do Fluminense – vão disputar a Copa Libertadores em 2011.

Curiosamente, os pretendentes ao título saíram atrás no placar. No Estádio Serra Dourada, o Goiás marcou com Felipe Amorim, numa falha dupla de Roberto Carlos e do goleiro Júlio César. Mas Dentinho empatou ainda no primeiro tempo e o Corinthians não teve a capacidade d, pelo menos, vencer para sonhar com o título.

Em Minas Gerais, o mistão do Palmeiras marcou primeiro com Rivaldo, mas Henrique empatou. Nos acréscimos, Wallyson fez o gol da vitória mineira.

Outras definições
Outra definição importante foi a quarta posição do Grêmio, que, em princípio, vai para a Pré-Libertadores, ao lado de Cruzeiro, Corinthians e Fluminense.

Definido também o último, o quarto, rebaixado para a Série B, em 2011. É o Vitória, que vai disputar a Série B ao lado de outros três times que já tinham caído: Grêmio Prudente, Goiás e Guarani.

Apenas dois times ficaram de fora da Copa Sul-Americana. São os 16.º (Atlético-GO) e o 15.º colocado – o Avaí. O Flamengo se garantiu ao empatar sem gols com o Santos, na Vila Belmiro.

Grêmio confirma quarta posição
Numa reação sensacional no segundo turno, sob o comando de Renato Gaucho, o Grêmio confirmou a quarta posição, com 63 pontos, ao bater o Botafogo, por 3 a 0, com gols de André Lima, Douglas e Jonas – que marcou seu 23.º gol e confirmou a artilharia da competição. O vice-artilheiro foi Neymar, do Santos, com 18 gols.

Jonas foi revelado no início dos anos 2000 nas divisões de base do Guarani. O clube de Campinas o perdeu por conta da madrasta “Lei Pelé”, que prejudica os clubes formadores e só ajuda jogadores e empresários.

O Grêmio já tinha sido o campeão do returno, com 43 pontos, e pode participar da Pré-Libertadores, mas depende da decisão da Copa Sul-Americana. Se o Goiás for campeão, então o Grêmio perderá a vaga e disputará a Copa Sul-Americana em 2011. O Goiás venceu o primeiro jogo, por 2 a 0, sobre o Independiente, da Argentina, e decide o título na quarta-feira, em Buenos Aires.

Disputar a Sul-Americana já é o consolo do Botafogo, sexto colocado, com 59 pontos.

Furacão na quinta posição
Na Arena da Baixada, o Atlético-PR confirmou a quinta posição – já tinha confirmado a vaga na Sul-Americana – bateu o Avaí, por 1 a 0 – gol de Paulo Baier, de cabeça.

O Furacão ficou com 60 pontos, em quinto lugar, enquanto o Avaí, com 43 pontos, em 15.º lugar, ficou satisfeito por não ser rebaixado.

Outras vitórias que pouco alteraram as situações dos clubes foi a goleada do São Paulo sobre o Atlético Mineiro, por 4 a 0, no Morumbi. O tricolor ficou com 55 pontos, em nono lugar, e vai ficar fora da Libertadores depois de sete anos seguidos.

O Galo Mineiro, aliviado por não cair, terminou em 13.º, com 45 pontos. Os gols da vitória foram marcados por Ilsinho, Lucas, Marlos e Renato Silva.

Em São Januário, o irregular Vasco da Gama bateu o Ceará, por 2 a 0, com gols de Dedé e Bruno Paulo. O time carioca terminou com 49 pontos, em 11.º lugar. O Ceará, livre do descenso, se deu por satisfeito com a 12.ª posição, com 47 pontos.

Rebaixado por incompetência
No Barradão lotado, em Salvador, o Vitória mostrou toda a sua incompetência ao não vencer o Atlético Goianiense, que dependia do empate. E o time goiano foi valente e segurou o zero a zero.

No final, o Atlético assegurou a 16.ª posição, com 42 pontos, um ponto na frente do Vitória, 17.º colocado, também com 42 pontos. Os goianos levaram vantagem no número de vitórias: 11 a 9. O time baiano vai disputar a Série B ao lado de outros times já rebaixados: Guarani, Goiás e Grêmio Prudente.

Confira os resultados da 38.ª rodada:

Domingo
Fluminense 1 x 0 Guarani
Goiás 1 x 1 Corinthians
Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras
Grêmio 3 x 0 Botafogo
Vitória 0 x 0 Atlético-GO
São Paulo 4 x 0 Atlético-MG
Santos 0 x 0 Flamengo
Vasco da Gama 2 x 0 Ceará
Atlético-PR 1 x 0 Avaí

Quinta-feira
Grêmio Prudente 0 x 3 Internacional