Flamengo 2 x 1 Bahia: Rubro-Negro carioca conquista Copa São Paulo

O Flamengo é o grande campeão da 42.ª edição da Copa São Paulo de Juniores. Na manhã desta terça-feira, o Mengão venceu o Bahia, por 2 a 1, em jogo disputado no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. A decisão acontece justamente no dia de aniversário de 457 anos da capital paulista. Assim, o Mengão chega à sua segunda conquista da competição, já que o primeiro título havia sido em 1990, com uma geração que tinha Djalminha e Marcelinho Carioca.

No jogo desta terça-feira, a torcida do Flamengo invadiu o Pacaembu e empurrou o time para mais uma conquista. Por outro lado, a torcida do Bahia também compareceu em grande número, mas teve que se contentar com o segundo lugar, feito importante, já que a disputa tinha 92 clubes. O Mengão marcou com Frauches e Negueba, enquanto que o Bahia chegou ao gol com o ataacante Rafael.

Equilíbrio total!
O primeiro tempo foi bastante equilibrado, com certa superioridade do Bahia. Mesmo assim, quem chegou ao primeiro gol foi o Flamengo. Aos sete minutos, após cobrança de escanteio de Adryan, a bola sobrou para Frauches. O capitão chutou forte e acertou o ângulo do goleiro Renan: 1 a 0 Fla. O gol animou a torcida rubro-negra, que era maioria no Pacaembu e fez uma bela festa.

O Bahia, mesmo atrás do placar, não se entregou facilmente e foi ao ataque. Aos 20 minutos, Laércio cruzou da esquerda e Rafael ficou com a sobra, mas chutou de voleio pela linha de fundo. Quase o empate baiano. Aos 23, o Fla chegou novamente no ataque. Anderson recebeu pelo lado esquerdo, passou pela marcação, invadiu a área e chutou forte. A bola acertou a rede do gol do Bahia, mas pelo lado de fora.

Após isso, o Bahia voltou a pressionar. Aos 26, Fábio cruzou do lado esquerdo e Rafael tocou de cabeça, mas o goleiro do Flamengo fez uma linda defesa. Dois minutos depois, Rafael desviou de cabeaça e César defendeu. No rebote, Marllon colocou a mão na bola e o árbitro assinalou a penalidade. Rafael cobrou no canto direito de César e empatou: 1 a 1.

O empate deu novo ânimo ao Bahia, que foi novamente ao ataque. Aos 36, Rafael recebeu na entrada da área e chutou colocado. A bola foi no canto esquerdo e César mandou pela linha de fundo, salvando o Mengão. Aos 42, Negueba arriscou o chute e Renan salvou o Bahia ao fazer boa defesa. Aos 47, Brendon cobrou falta com força e de longe, a bola desviou na barreira e o goleiro César se esticou todo para fazer a defesa e evitar a virada baiana.

São César!
No início do segundo tempo, o Bahia promoveu uma blitz em cima do Mengão, mas naão conseguiu o gol. Aos cinco minutos, Brendon arriscou de fora da área e acertou o canto de César. Mas o goleiro se jogou na bola e desviou para escanteio. Aos 13, Valson arriscou da entrada da área, mas o goleiro César fez uma defesa sensacional e defendeu no ângulo direito. Novamente o flamenguista evitou o gol do Bahia.

No futebol é assim… quem não faz, toma. Foi assim aos 21. Adryan invadiu a área e foi derrubado por Eduardo. Furlan assinalou pênalti. Negueba cobrou alto no canto direito do goleiro Renan e fez o segundo do Mengão: 2 a 1. No lance da penalidade, Eduardo foi expulso e deixou o Bahia com um jogador a menos. Assim, o Fla pressionou. Aos 28, Thomás recebeu dentro da área e chutou rasteiro, mas o goleiro do Bahia evitou o terceiro gol.

Tranquilo e administrando o jogo, o Flamengo ainda poderia ter feito o terceiro gol. Aos 40, Rafinha avançou com liberdade pelo lado direito, passou por dois adversários, invadiu a área e chutou rasteiro. A bola foi no canto esquero, mas a bola acertou a rede pelo lado de fora. Nos acréscimos, César fez novo milagre e garantiu o título para o Fla. Thompsom ficou com a sobra dentro da área e o arqueiro defendeu de forma brilhante.

Ficha Técnica

Flamengo 2 x 1 Bahia

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo-SP
Árbitro: Vinícius Furlan
Assistentes: David Botelho Barbosa e Márcio Jacob
Cartões amarelos: Marllon e Frauches (Flamengo); Felipe (Bahia)
Cartão vermelho: Eduardo (Bahia)
Gols: Frauches 6’/1T e Negueba 22’/2T (Flamengo); Rafael 30’/1T (Bahia)

Flamengo
Cesar; Alex, Marllon, Frauches e Anderson; Rafinha (China), Luis Phelipe, Lorran e Adryan (Pedrinho); Negueba e Lucas (Thomás).
Técnico: Paulo Henrique.

Bahia
Renan; João Marcos (Valson), Eduardo, Beton e Laércio; Anderson, Fernando (Mansur), Brendon (Rodrigo Thompson) e Felipe; Fábio e Rafael.
Técnico: Laelson Lopes.