Faltam 4

Antes com 50 pontos, na liderança da Série B, os matemáticos asseguravam que cinco triunfos seriam necessários para recolocar o Vitória na elite do futebol brasileiro. Números esses que já fazem parte do passado. No que depender deles, agora, só faltam mais quatro. Na noite desta terça-feira (11), no Barradão, o Vitória derrotou o Boa Esporte, de virada, e deu mais um passo largo em direção à Série A de 2013. Os gols do leão foram marcados por Gilson, Pedro Ken e Elton. Na próxima rodada, fora de casa, o rubro-negro, agora com 53 pontos, enfrenta o Guarani, sábado (15), às 16h.

Foto: max haack

Defesa vacila e o Boa marca
Victor Ramos errou feio na saída de bola, aos 4 minutos. O atacante Vanger entrou na grande área, com liberdade, mas, na hora da finalização, foi travado por Gabriel Paulista. A defesa do Vitória não começou o jogo nada bem e, aos 8, presenteou o time mineiro de novo. Gabriel Paulista, antes decisivo, vacilou na hora de cortar o lance e perdeu a bola para Fernando Karanga. O atacante rolou para área e encontrou Petros, que só precisou tocar para o fundo do gol. Boa 1 a 0. Do alto, o treinador Paulo César Carpegiani passou uma orientação ao time, pelo auxiliar Rodrigo Carpegiani, pedindo mais ofensividade do lateral-direito Nino Paraíba. E, aos 19, o Vitória quase chega ao empate em lance que começou pelo camisa 2. O lateral disparou com muita velocidade e rolou para o meio. Elton bateu de primeira e Gabriel Leite espalmou para escanteio. Pedro Ken cobrou rápido e serviu Nino Paraíba que, ao invés do cruzamento, chutou por cima do gol. O Boa Esporte, superior na partida até então, assustou Deola, aos 20. O meia Petros, autor do gol, venceu Gilson na corrida e cruzou. Vanger subiu sem marcação, mas cabeceou para fora.

Boa assusta e lance polêmico
Em dois lances de bola parada, o time visitante criou duas boas oportunidades para ampliar o placar. Aos 28, Francismar bateu o escanteio muito fechado e surpreendeu o goleiro Deola, acertando o travessão rubro-negro. No minuto seguinte, Fernando Karanga ganhou dos zagueiros na altura e testou por cima da meta. O Vitória errava demais no setor de criação e, lá atrás, deixava a desejar. Aos 28, o lateral-direito Robert bateu cruzado e a bola passou muito perto do poste esquerdo. Uma sequência de chances perdidas. Aos 32, a cabeçada do atacante Vanger pegou no braço direito do zagueiro Gabriel Paulista e todo elenco mineiro reclamou bastante. O árbitro considerou o toque legal e mandou o jogo seguir.

Vitória vira o jogo
O Boa Esporte teve inúmeras oportunidades de fazer o segundo gol e vacilou. Os erros custaram caro. Na único chance criada, em 35 minutos, o rubro-negro deixou tudo igual. Gilson aproveitou o cochilo dos zagueiros do Boa e ficou de frente para o gol. O lateral-esquerdo tocou na saída do goleiro e empatou. Vitória 1 x 1 Boa Esporte. Não demorou muito tempo para o leão tomar à frente do placar. Aos 41, o capitão Pedro Ken bateu falta com categoria, por cima da barreira, selou à virada.

Um gol para cada lado
O Vitória voltou com tudo para o segundo tempo. Como pediu o treinador rubro-negro, Nino Paraíba apareceu para o jogo e foi decisivo. O lateral-direito cruzou na medida para Elton, que se saiu da marcação e testou para o gol. Vitória 3 a 1. Apesar da desvantagem de dois gols, o time visitante tentou mostrar poder de reação. Aos 7, Olívio cobrou falta e, de cabeça, Carciano exigiu uma boa defesa de Deola. Os mineiros diminuíram o placar, aos 14. Em posição irregular, o atacante Vanger recebeu passe de Francismar e bateu no canto, sem chances para o goleiro do leão.

Carpegiani fez duas alterações na equipe. Willie e Léo entraram nos lugares de William e Nino Paraíba. Aos 28, o Vitória quase marca o quarto gol com a dupla de ‘novatos’. Léo, após tabela, arriscou de esquerda e levou perigo. Lá atrás, o zagueiro Victor Ramos quase marca contra. Aos 30, o defensor tentou cortar a falta batida por Olívio e, ao cabecear para trás, acertou o travessão de Deola.

FICHA TÉCNICA
SÉRIE B
Vitória 3 x 2 Boa Esporte
Data: 11/09/2012
Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Árbitro: Dewson Fernando Freita da Silva (Asp.FIFA/PA)
Assistentes: Lúcio da Silva de Mattos (PA) e Ailton Farias da Silva (SE)
Gols: Pedro Ken, Elton e Gilson (Vitória) / Petros e Vanger (Boa Esporte)

Vitória: Deola; Nino Paraíba (Léo), Gabriel Paulista, Victor Ramos e Gilson; Fernando Bob, Michel, Pedro Ken e Tartá; Elton e William (Willie). Técnico: Paulo César Carpegiani

Boa Esporte: Gabriel Leite; Robert, Gabriel, Carciano e Olívio; Éverton, Radamés (Serginho), Petros e Francismar (Tiago Azulão); Fernando (Pedro Paulo) e Vanger. Técnico: Sidney Moraes.

FOnte: Bahia Notícias