Espanha ou Portugal? Só resta uma vaga

Espanha e Portugal farão às 15h30 (de Brasília) desta terça-feira, no estádio Green Point, na Cidade do Cabo, um duelo íntimo. Vizinhos na Península Ibérica, os dois países tem muito mais em comum do que a fronteira: são candidatos em conjunto para organizar a Copa do Mundo de 2018 ou 2022 e reverenciam o mesmo jogador, Cristiano Ronaldo.

O atacante português movimentou o futebol espanhol ao protagonizar a transferência mais cara de todos os tempos: o Real Madrid pagou cerca de 93 milhões de euros para tirá-lo do Manchester United. Com gols e marketing, não demorou para cair no gosto da torcida e tomar para si as manchetes. Mas nesta terça terá a missão de frustrar seus fãs eliminando a Espanha do Mundial.

Cristiano Ronaldo será a grande atração do clássico ibérico. Carregará o peso de liderar Portugal rumo à vaga nas quartas e deve receber atenção especial por parte dos espanhóis, embora o técnico da “Fúria”, Vicente Del Bosque, minimize a importância do jogador. “Portugal conta com um time muito bom, acrescido de Cristiano Ronaldo. Há uma equipe por trás dele”.

Até agora, no entanto, o português não correspondeu à expectativa que o cerca. Foi eleito pelos internautas do site da Fifa o melhor em campo nos três jogos que disputou, muito mais devido à popularidade do que pelo desempenho. Marcou apenas um gol e parou na trave por duas vezes.

O problema é que a Espanha também não justificou sua fama. Chegou à África do Sul com o rótulo de melhor seleção do planeta, mas teve de suar para passar pela primeira fase. Estreou com uma surpreendente derrota por 1 a 0 para a Suíça, que a obrigou a vencer os dois jogos seguintes: 2 a 0 sobre Honduras e 2 a 1 sobre o Chile. Apesar de ter avançado como líder do Grupo H, o time ainda não convenceu. “A derrota para a Suíça nos forçou a trabalhar muito duro. No entanto, o importante é que soubemos superar o sabor amargo daquele 1 a 0”, disse Del Bosque.

A Espanha terá o mesmo time que bateu o Chile, com Xavi e Iniesta armando as jogadas para David Villa, autor de três gols no Mundial, e Fernando Torres, que ainda não desencantou. O volante Xabi Alonso chegou a ser dúvida para o jogo, mas se recuperou de dores no tornozelo e irá a campo.

Já Portugal, que poupou meio time contra o Brasil, terá mudanças. O volante Pepe, que começou a Copa na reserva, conseguiu um lugar na equipe, assim como o meia Tiago. Cristiano Ronaldo deve ganhar a companhia de Liedson no ataque e Simão entra no meio de campo.

CURIOSIDADE – As duas seleções nunca se enfrentaram numa Copa. Disputaram 35 partidas entre si, com 16 triunfos espanhóis, sete portugueses e 12 empates. O último confronto foi em 2004, quando Portugal, à época comandado por Luiz Felipe Scolari, venceu por 1 a 0 e eliminou a Espanha na fase de grupos da Eurocopa.

FICHA TÉCNICA:

Espanha x Portugal

Espanha – Casillas; Sergio Ramos, Puyol, Piqué e Arbeloa; Busquets, Xabi Alonso, Xavi e Iniesta; Villa e Fernando Torres. Técnico: Vicente Del Bosque.

Portugal – Eduardo; Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Fabio Coentrão; Pepe, Raúl Meireles, Tiago e Simão; Cristiano Ronaldo e Liedson. Técnico: Carlos Queiroz.

Árbitro – Héctor Baldassi (Argentina).

Horário – 15h30 (de Brasília).

Local – Estádio Green Point, na Cidade do Cabo (África do Sul).