Espírito Raudinei

Foi na base do sufoco e, depois de muito sofrimento, o Bahia venceu o Vitória da Conquista, por 1 x 0, com um gol aos 43 minutos do segundo tempo, e garantiu classificação para a final do Campeonato Baiano. Com este resultado, o tricolor vai encarar o Vitória, domingo que vem, no Barradão.

Foto: Betto Jr / Agência Haack

 

Rodolfo salva Bode depois da pressão tricolor
Logo com quinze segundos de partida, na saída de bola, o visitante mostrou que poderia ser indigesto. O rápido lateral-direito Átila recebeu passe na linha de fundo e cruzou na medida para Carlinhos, autor do gol do Bode em Conquista, que não chegou a tempo de concluir a jogada.

Mais tranquilo em campo, apesar do início avassalador do adversário, o tricolor criou diversas chances de marcar, mas parou em todas no goleiro Rodolfo, destaque destes primeiros quarenta e cinco minutos. Aos nove, sua primeira grande intervenção. Depois de um lançamento na medida de Diones, o meia Lulinha chutou e o arqueiro alviverde fez uma linda defesa.

No minuto seguinte, foi a vez de Coelho assustar a equipe do interior. Em cobrança de falta, o lateral do time mandante obrigou Rodolfo a fazer uma defesa incrível, salvando o Bode. Pressionando e tentando abrir o marcador ainda na etapa inicial, o tricolor teve uma grande chance de fazer isso. Morais entrou na área e, sozinho, soltou a bomba, para outra defesa milagrosa de Rodolfo.

Antes de descer para os vestiários, já nos acréscimos, os mandantes quase marcaram. Rafael Donato, aos 47, subiu mais do que a zaga do Bode e cabeceou firme, tirando tinta da trave conquistense.

Tricolor pressiona novamente e Donato salva no final
Ansioso e querendo resolver de qualquer maneira, o tricolor partiu com tudo desde o primeiro minuto do segundo tempo. Com mais posse de bola e pressionando a saída do adversário da defesa, a equipe de Falcão passou por dificuldades com a forte marcação dos comandados de Elias Borges.

O primeiro grande lance tricolor, contudo, só apareceu aos 20. Gabriel achou Souza dentro da grande área e cruzou na cabeça, mas o centroavante testou errado. A partir daí, o torcedor da casa começou a se desesperar com os erros de passes do seu time no ataque, que irritou também a comissão técnica dos mandantes no banco de reservas.

Melhor posicionado taticamente, principalmente na defesa, o Bode explorou rápidos contra ataques, assustando a torcida mandante. E, aos 30, Maurício Pantera, que havia entrado pouco antes em campo, perdeu o que seria o gol da classificação alviverde. Átila colocou ele cara a cara com Marcelo Lomba, contudo, mesmo tentando duas vezes, o experiente jogador conseguiu errar o alvo.

E, após tanto insistir, o tricolor garantiu a classificação aos 43, com o zagueiro Rafael Donato. Gabriel deu mais um grande cruzamento na área e o defensor testou no cantinho de Rodolfo, que falhou feio no lance.

FICHA TÉCNICA
Bahia 1 x 0 Vitória da Conquista
Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 29/04/2012
Árbitro: Rodrigo Martins Cintra
Auxiliares: Marcos Lopes Leal e Marcos Welb Rocha de Amorim

Bahia: Marcelo Lomba; Coelho (Fabinho), Titi, Rafael Donato e Gerley; Fahel, Diones (Júnior), Lulinha e Morais (Magno); Gabriel e Souza. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Vitória da Conquista: Rodolfo; Átila, Naldo, Sílvio e Lucivaldo; Edimar, Mica, Júnior Gaúcho e Carlinhos; Cacá (Lídio) e Hugo (Maurício Pantera) (Gilcimar). Técnico: Elias Borges.

Fonte: bahia Notícias