José Ataide


Publicidade


Em reunião na Fifa, Ednaldo Rodrigues pede punição rigorosa para atos de racismo

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, se reuniu nesta quarta-feira (28) com o Presidente da Fifa, Gianni Infantino. No encontro, ele discutiu uma série de projetos de cooperação com a entidade que controla o futebol no mundo, e obteve o apoio para o desenvolvimento do futebol de base feminino e masculino e a realização da Copa dos Povos Indígenas da Amazônia, entre outras demandas.

 

O racismo no futebol também foi tema da reunião. O Presidente da CBF pediu uma punição rigorosa para os atos de racismo nos estádios. Na terça-feira (27), uma banana foi lançada em direção ao atacante Richarlison na comemoração do segundo gol do Brasil diante da Tunísia, no Parque dos Príncipes, em Paris (confira aqui).

 

Após a reunião desta quarta, Ednaldo foi informado que a Fifa instaurou um procedimento disciplinar para tratar sobre o episódio ocorrido na vitória da Seleção.

 

Presente no estádio com a delegação na terça, o presidente da CBF afirmou querer que o time envolvido em atos racistas perca pontos na competição.

 

“Mais uma vez, venho publicamente manifestar o meu repúdio. Desta vez, vi com os meus olhos. Isso nos choca. É preciso lembrar sempre que somos todos iguais, não importa a cor, raça ou religião. O combate ao racismo não é uma causa, é uma mudança fundamental para varrer esse tipo de crime de todo o planeta. Eu insisto em dizer que as punições precisam ser mais severas”, declarou.

 

Primeiro presidente negro na história da CBF, Ednaldo tem sido voz ativa pela construção de um futebol antirracista. No último mês de agosto, a CBF recebeu a primeira edição do Seminário de Combate ao Racismo e à Violência no Futebol .

Fonte:bn