Marcelinho volta a presidir o Bahia

Pelo twitter, o presidente do Bahia, Marcelo Guimarães Filho, confirmou a cassação da liminar protocolada pela oposição do clube, que determinava a extinção do mandato da atual diretoria, além da suspensão das eleições para presidente que aconteceria durante esta terça-feira (6), na Sede Praia, localizada na Boca do Rio. O pedido de cassação realizado pela atual gestão foi concedido pelo Desembargador Gesivaldo Brito, por volta das 1h20 da manhã desta quarta-feira (7).
Aliviado, o mandatário tricolor não escondeu a satisfação de voltar a exercer o papel de presidente do clube. “Sempre confiei na justiça! Vamos trabalhar! Conseguimos revogar a decisão anterior! Vamos seguir trabalhando!”, postou na sua página pessoal do Twitter.

Durante toda tarde desta terça-feira (6), quando foram informados sobre a decisão judicial de suspender as eleições, os representantes jurídicos do Bahia se reuniram para elaboração de um agravo para tentar anular a decisão imposta pelo juiz Paulo Albiani, da 28ª Vara Cível de Salvador.

A nova determinação, que devolve o poder do clube ao presidente Marcelo Guimarães, foi concedida durante o plantão judiciário, que acontece diariamente devido às necessidades dos advogados em exercer a profissão segundo às necessidades de seus clientes, buscando o acesso à justiça garantido constitucionalmente, fora do expediente normal.