Domingo é dia de decisão, é dia de clássico BaVi

Fotos: Felipe Oliveira (Divulgação)/ Evandro Veiga (Correio)/ Divulgação (ECB)

A bola rolou em 112 partidas no Baianão 2010 até o momento. O torcedor que compareceu aos certames do estado viram 279 gols. Agora, restam apenas duas partidas para conhecermos o campeão. A decisão começa na tarde deste domingo (25), às 17h, em Pituaçu, quando Bahia e Vitória entram em campo. A promessa é de casa cheia: todos os 32.157 ingressos foram vendidos.

Por ter feito melhor campanha, o Leão tem vantagem – joga por dois empates e faz último jogo em casa. Este clássico BaVi será o terceiro do ano. No primeiro deu Leão, enquanto na segunda oportunidade o Tricolor levou a melhor.

Só que agora é pra valer e ninguém quer vacilar. Do lado rubro-negro, mistério na escalação. No Bahia comandado por Renato Gaúcho também teve treino secreto, mas o time está definido e com jovem promessa no banco.

Leão indefinido

O técnico do Vitória, Ricardo Silva, fechou os portões da Toca do Leão para dois treinos secretos. Certeza mesmo é a ausência do volante Vanderson, que terá de cumprir suspensão. Fernando e Neto brigam pela vaga, mas há a possibilidade de Vilson entrar como terceiro zagueiro. A principal dúvida está na lateral direita, pois Nino Paraíba ainda será avaliado antes do duelo. Caso ele não possa jogar, Marcos Pimentel vira titular.

“Independente de quem venha jogar, vamos precisar de aplicação, determinação e muita doação. O clássico não se ganha somente com futebol”, afirma o treinador rubro-negro, visando a conquista do tetracampeonato.

Tricolor quer acabar com jejum

No Bahia, Ananias e Bruno Silva cumprem suspensão automática, já que foram punidos com o terceiro cartão amarelo no último jogo da semifinal. Abedi e Leandro serão titulares. O artilheiro da equipe no torneio, Rodrigo Grahl, está sem ritmo e fica no banco. Assim, Mendes toma conta do comando de ataque. A novidade fica por conta de Vander. Destaque no Campeonato Baiano de Júnior, o meia acabou integrado ao time profissional esta semana e está relacionado.

“Precisamos conquistar esse título, pois a nossa torcida espera muito pelo fim desse jejum. Temos o dever de não decepcioná-los”, ressalta Gaúcho. O Bahia não conquista o estadual há nove anos e o jejum de títulos também é longo, dura oito anos.

Apito de ponta

Antes mesmo da bola rolar, o BaVi já tinha polêmica. Arbitragem de fora ou do estado? Bem, o paulista Wilson Luiz Seneme, da Fifa, foi escolhido para conduzir o duelo. Roberto Braatz, que vai à Copa do Mundo este ano, e Alessandro Álvaro Rocha Matos, serão os assistentes.

Bahia x Vitória

Local: Estádio de Pituaçu
Data: 25/04/2010
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (FIFA)
Auxiliares: Roberto Braatz (FIFA) e Alessandro Álvaro Rocha Matos (FIFA)

Bahia: Fernando; Apodi, Nen, Vágner e Ávine; Marcone, Leandro, Abedi e Rogerinho; Edílson e Mendes. Técnico – Renato Gaúcho.

Vitória:
Viáfara; Marcos Pimentel (Nino Paraíba), Wallace, Reniê e Egídio; Fernando (Neto ou Vilson), Uelliton, Bida e Ramon; Elkeson e Júnior. Técnico – Ricardo Silva.

Fonte: www.portalibahia.com.br