Dirigente do Palmeiras critica elenco e diz que time é de Série B

O Palmeiras acabou fracassando nesta quarta-feira ao ser eliminado pelo Goiás na Sul-Americana, em pleno Pacaembu e acabou sobrando para os jogadores. A diretoria alviverde não poupou críticas ao atual elenco.

Segundo o diretor de futebol Wlademir Pescarmona, a folha salarial do Verdão é igual a de um clube europeu, mas a qualidade parece com um time de Série B do Campeonato Brasileiro. Além disso, ele classificou como broxante a eliminação para o Goiás.

“Nossa folha salarial é de time europeu, mas o futebol é de time de Segunda Divisão. Foi decepcionante, broxante. Essa é a expressão que eu posso usar. Ficamos decepcionados. Fizemos todo o possível, colocamos as finanças em dia, os salários, os bichos, direitos de imagem”, afirmou o dirigente.

Pescarmona também disse que a eliminação irá mudar totalmente os planos que o Palmeiras tinha para a próxima temporada. De acordo com ele, a intenção do clube era contratar jogadores de qualidade para a Libertadores, mas agora dificilmente alguém vai querer investir no Verdão.

Nesta quarta-feira, jogando em um Pacaembu completamente lotado, o Palmeiras perdeu para o Goiás por 2 a 1, sendo eliminado nas semifinais da Sul-Americana. Os paulistas saíram na frente, mas acabaram levando a virada, sendo que o último gol foi marcado nos minutos finais.