De virada

Se depender da campanha no primeiro turno, a contagem regressiva para voltar à elite do futebol brasileiro já começou e, agora, faltam apenas dezenove partidas. Em noite histórica, o Vitória não tomou conhecimento do bom momento do Ceará, derrotou o vozão por 3 a 1 e reassumiu a liderança do Campeonato Brasileiro da Série A, nesta sexta-feira (24), no Estádio Presidente Vargas. O melhor visitante da competição chegou ao sétimo triunfo longe de casa, em dez jogos disputados, com gols de Elton, William e Pedro Ken. O resultado positivo cravou o nome do rubro-negro baiano na história da segunda divisão do futebol brasileiro. Na era dos pontos corridos, iniciada em 2006, o Vitória é a primeira equipe a fechar o primeiro turno da competição com 44 pontos.

Jogo morno e Ceará na frente
A partida começou equilibrada. Dez minutos, o atacante Mota caiu após levar carrinho de Victor Ramos e o árbitro não titubeou. Pênalti para o Ceará. O experiente camisa 9 bateu com categoria, descolocou o goleiro Deola e abriu o placar no Presidente Vargas. Aos 13, após cobrança de escanteio, o goleiro Fernando Henrique saiu errado e quase entrega o gol de empate ao Vitória.

Vitória empata
O gol sofrido poderia abalar o Vitória. Mas não foi isso que aconteceu. O rubro-negro teve mais a posse de bola, enquanto o Ceará se fechou para tentar encaixar um contra-ataque perfeito. O sistema defensivo cearense estava bem postado e isso dificultou a vida dos dois centroavantes Elton e William. Aos 37, a defesa do Ceará deu espaço e pagou caro. O lateral-esquerdo Gilson cruzou rasteiro para Elton. O atacante dominou de costas, giro e bateu cruzado. Sozinha na pequena área, William só teve o trabalho de empurrar para o fundo gol. Quarto jogo e o quarto gol do camisa 9. O Ceará chegou com perigo aos 43 minutos. Paulo Sérgio cruzou na medida para Itamar, de cabeça, obrigar uma boa defesa de Deola.

Leão amplia o placar
O Ceará voltou mais ofensivo no segundo tempo. Logo aos 4, Márcio Careca foi até a linha fundo e cruzou para Robert. O atacante, que havia acabado de entrar, testou muito próximo ao gol de Deola. O Vitória respondeu rápido e de maneira precisa. Aos 7, Willie cruzou rasteiro e Elton, sem marcação, bateu para o fundo gol. Virada rubro-negra. Ceará 1 x 2 Vitória. A vantagem baiano por muito pouco não demorou segundos para ser desfeita. Após o reinício do jogo, Robert mandou uma bomba de fora e Deola mandou para escanteio.

Elton se queixou de dores e foi substituído por Tartá. A mudança não prejudicou o time do Vitória. Tanto é que aos 21 minutos mais um gol. Após belo contra-ataque pelo lado esquerdo, o meia Pedro Ken recebeu dentro da pequena área e bateu forte, sem chances para Fernando Henrique. Vitória 3 a 1. O Ceará tentou esbouçar uma reação. Aos 22, o atacante Mota arrematou da entrada da área e Deola fez outra grande intervenção.O vozão teve mais uma chance de diminuir o placar e quem sabe botar fogo no jogo. Aos 30, Robert recebeu um belo lançamento de Mota e ficou frente a frente com o camisa 1 do Vitória. Melhor para Deola. O centroavante escolheu o canto, bateu e o arqueiro do leão tirou com o pé direito. O Vitória, à espera do time casa, esteve perto de transformar o placar em goleada. Aos 34, Tartá fez uma bela jogada, passou por diversos adversários e cruzou. William subiu sozinho e cabeceou no travessão. Em seguida, para segurar a vantagem, Carpegiani trocou Willie pelo zagueiro Rodrigo. Tudo fechado lá atrás.

FICHA TÉCNICA
SÉRIE B
Ceará 1 x 3 Vitória
Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 24 de agosto de 2012, sexta
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Ubirajara Ferraz Jota (PE) e Márcio da Silva Oliveira (RN)
Gols: Elton, William e Pedro (Vitória) / Mota (Ceará)

Ceará: Fernando Henrique; Paulo Sérgio, Thiego, Daniel Marques e Márcio Careca; Heleno, João Marcos (Robert), Juca (Magno) e Bruninho (Robston); Mota e Itamar. Técnico: PC Gusmão.

Vitória: Deola; Nino Paraíba, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gílson; Michel, Uelliton (Rodrigo Mancha), Pedro Ken e Willie (Rodrigo); William e Elton (Tartá). Técnico: Paulo César Carpegiani.

Fonte: Bahia Notícias