Publicidade


De olho na liderança

Além de representar mais uma chance para o Vitória chegar à liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, o jogo desta terça-feira, 14, contra o Guaratinguetá, no Barradão, marcará também o desfecho da exitosa campanha “Meu sangue é Rubro-negro”.

É que, depois de quatro partidas disputadas pelo torneio nacional em que, como prática de incentivo, atuou sem todas as habituais listras vermelhas de sua camisa, o Leão, que ajudou a aumentar o números de doadores de sangue na Bahia, voltará a jogar com o seu tradicional uniforme.

O fim da iniciativa solidária coincide com o bom momento que o clube vive no Brasileirão: então com 35 pontos na segunda colocação, o Vitória poderá terminar a rodada na liderança, desde que o Criciúma, então o líder com um ponto a mais, tropece no duelo contra o América-RN, em jogo disputado na mesma noite, no Heriberto Hulse, em Santa Catarina.

Para voltar a vencer no Barradão depois do tropeço contra o Bragantino, quando perdera por 1 a 0, na última sexta-feira, 3, o Vitória terá o desfalque do goleiro Deola, que foi expulso na partida de sábado, 11, contra o América-MG. Em compensação, o técnico Paulo César Carpegiani terá de volta os laterias Nino Paraíba e Mansur e o volante Uelliton, que retornam de suspensão.

Além de Vitória x Guaratinguetá e de Criciúma x América-RN, a 17ª rodada da Série B tem ainda os duelos Joinville x Bragantino, Ipatinga x Paraná, CRB x Ceará, Guarani x Avaí, Barueri x Goiás, Atlético-PR x ASA, ABC x América-MG e Boa Esporte x São Caetano.

Vitória – Em comparação com o time que iniciou a partida contra o Coelho, em Belo Horizonte, Paulo César Carpegiani perdeu apenas um único jogador: o goleiro Deola, que fora expulso por ter reclamado no lance do único gol do time mineiro.

Desta forma, Douglas, que havia sido o substituto imediato no Estádio Independência, ganha mais uma chance para atuar como titular no gol rubro-negro.

Se, por um lado, lamenta a perda do camisa 1, por outro o treinador do time baiano comemora os retornos dos laterais Nino Paraíba e Mansur e do volante Uelliton, que cumpriram suspensão na rodada anterior. Entretanto, satisfeito com o desempenho do lateral-esquerdo Gilson, Carpegiani deixará Mansur apenas como opção no banco de reservas. Nino e Uelliton voltam ao time.

Dono da segunda melhor campanha da Série B, o Vitória contabiliza 11 triunfos, dois empates e três derrotas, um aproveitamento de 72,9 %.

Guaratinguetá – O Guará encara o Vitória em Salvador com um desfalque importante: o atacante Marcinho, que foi expulso na partida contra o Joiville, não joga.

Deste modo, o técnico da equipe, Pintado, deverá lançar mão de Erivelton ou de Altair em seu lugar, uma vez que o mais novo reforço do clube, Fabrício Carvalho, ainda não está pronto para estrear.

Na 18ª colocação com apenas nove pontos ganhos, o time paulista chega à capital baiana com o objetivo de diminuir a diferença para o 16º colocado, o ASA, que tem 17 pontos, para escapar o mais breve possível da zona de rebaixamento.

O Guaratinguetá venceu apenas dois jogos, empatou três e perdeu em 11 oportunidades, números que lhe dão um aproveitamento de 18,8%.
Vitória x Guaratinguetá – 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

Local: Estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA).
Data: Terça-feira, 14 de agosto.
Horário: 19h30.

Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (CBF/PE).
Assistentes: José Wanderlei da Silva (CBF/PE) e Clóvis Amaral da Silva (CBF/PE).

Vitória: Douglas; Nino Paraíba, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson; Uelliton, Michel, Pedro Ken e Leílson; Willie e William. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Guaratinguetá: César; Fábio Braz, Marquinhos, Filipe e Leandro Silva; Jonatan, Bruno Formigoni, Danilo Gomes e Lenílson; Erivelton (Altair) e Alemão. Técnico: Pintado.

Fonte: A Tarde