Cruzeiro x Bahia – Vale a continuidade na briga pela campeonato

Com uma dupla de zaga inédita, o Cruzeiro vai encarar o Bahia, em casa, neste domingo visando voltar a vencer. Leo e Naldo serão os responsáveis por defender o clube mineiro de levar gols, neste domingo na Arena do Jacaré.

A dupla treinou junto a semana toda e conquistou a confiança de Joel Santana, treinador do Cruzeiro, que deve escalá-los ante o Bahia. No último jogo o clube saiu perdendo para o São Paulo por 2 a 0, e depois só conseguiu chegar ao empate. Para o técnico é importante não sair levando gols.

Já o Bahia vem de dois empates, 1 a 1 contra o Botafogo na última rodada e 2 a 2 diante o Avaí na rodada anterior. Hoje o clube soma 10 pontos e se não conquistar os três pontos pode até visitar a zona de rebaixamento.

Casa cheia?
Um trunfo que os jogadores cruzeirenses esperam ter é o apoio da torcida. Os jogadores destacam ser fundamental a vitória contra o Bahia para que a equipe cresça na competição, e jogar com casa cheia e o apoio dos torcedores pode ser uma grande ajuda.

“A torcida vai nos ajudar nesse jogo difícil que teremos contra o Bahia. O papel do torcedor é super importante pra nós, porque eles nos incentivando os 90min, contribui muito para que possamos sair com a vitória e crescer no campeonato”, destacou Naldo.

O desejo dos jogadores é que a torcida façam da Arena do Jacaré um caldeirão, apoiando do começo ao fim. O Técnico Joel declarou que eles confiam nos torcedores assim como a torcida confia neles.

No momento o Cruzeiro é o décimo colocado e soma nada menos que 12 pontos. Uma vitória pode o levar mais adiante, assim como uma derrota pode complicar a situação do clube no nacional

Treino tático
Renê Simões, comandante do Bahia, optou em dar prioridade aos treinos táticos, na preparação para o jogo contra o Cruzeiro. O Técnico declarou não ser muito de fazer coletivos, e espera conseguir, com os treinos táticos, trazer os três pontos fora de casa para o Bahia.

O Centro de Treinamento do time baiano é o Fazendão, onde só tem um campo e o gramado é considerado duro. Um dos motivos pela preferência do técnico, além de ele acreditar que desgasta muito os atletas.

“Tem alguns tipos de treino (tático) que você faz que até ajuda mais, que pode parar mais as jogadas, como fizemos hoje (sexta-feira). Acho que tem surtido efeito. Gosto do treino em que posso passar mais instruções, além disso, o coletivo desgasta demais os jogadores”, disse o técnico.

Local
Arena do Jacaré Sete Lagoas

Árbitro
Elmo Alves Resende Cunha

Assistentes
Fábio Pereira e João Patrício de Araújo

Cruzeiro

Fábio;
Vítor, Léo, Naldo e Gilberto;
Montillo, Leandro Guerreiro, Marquinhos Parané e Fabrício;
Ortigoza e Wallyson;

Técnico: Joel Santana

Bahia

Marcelo Lomba;
Jancarlos, Titi, Miranda e Ávine;
Carlos Alberto, Fahel, Guilherme Camachi e Hélder;
Jóbson e Junior;

Técnico: Renê Simões