Corinthians 0 x 0 Santos – Trave rouba a cena na primeira final do Paulistão

No confronto de número 300 entre Corinthians e Santos, o empate ficou de bom tamanho para ambos na tarde deste domingo, no Pacaembu, pelo jogo de ida da final do Campeonato Paulista. Diante de 37 mil torcedores, os times até que tentaram o gol, mas esbarraram na trave (como foi o caso do Peixe) e na falta de pontaria (caso do Timão). Agora, o título estará em jogo no duelo do próximo domingo, às 16 horas, no Estádio da Vila Belmiro, em Santos. Em caso de novo empate – por qualquer placar -, a taça paulista será decidida nos pênaltis.

Embora costuma-se dizer que o Corinthians, foi o time em que Pelé mais gostou de “bater”, a história mostra que não há uma freguesia corintiana. Os dois times já se enfrentaram 300 vezes. Com 122 vitórias, a equipe do Parque São Jorge leva vantagem no confronto. Estão registrados também 84 empates e 94 vitórias santistas. Foram marcados 1026 gols nos clássicos, sendo 556 para o Timão e 470 para o Peixe. O empate por 0 a 0 quebrou um tabu de 15 anos, que o resultado não aparecia.

O retrospecto no Pacaembu também é bastante favorável ao Timão. São 92 jogos, com 35 vitórias, 30 empates e 27 derrotas. O estádio também foi palco de uma goleada histórica em favor dos corintianos. Em 26 de novembro de 2005, o clube paulistano atropelou o rival, por 7 a 1. Um fato curioso é que, embora o Corinthians seja 26 vezes campeão paulista e o Santos 18, esta será apenas a quinta final estadual entre ambos. O clube praiano venceu em 1935 e 1984, enquanto o Timão sagrou-se campeão em 1930 e 2009, ano em que Ronaldo arrebentou.

Sem espaços e sem gols!
O primeiro tempo foi típico de uma final. Os times começaram se estudando e esperando o melhor momento para atacar. Sem espaços, o jeito foi tentar em chutes de longe. Aos três minutos, Paulinho arriscou da entrada da área e a bola saiu à direita da meta santista. O Corinthians teve o domínio nos primeiros mnutos.Aos 18, Liedson recebeu dentro da área, girou e cruzou. Dentinho não alcançou e a zaga do Santos afastou com Durval.

A partir dos 20 minutos o Santos começou a sair para o jogo. Neymar deixou a bola passar para Danilo. O volante dominou e bateu forte no canto esquerdo, mas Júlio César caiu bem e fez a defesa. Aos 23, Neymar fez grande jogada pela esquerda, invadiu a área e bateu rasteiro. A bola acertou a trave do Corinthians.

A resposta do Timão veio em seguida. Em rápido contra-ataque, Bruno César arrancou do meio-campo, a defesa do Santos abriu e o meia chutou forte. A bola, porém, passa à direita do gol do Peixe. O Santos continuou tentando. Aos 27, PH Ganso arriscou da intermediária e mandou à direita do gol de Júlio César. Aos 33 foi a vez do Timão. Fábio Santos ficou com o rebote no lado esquerdo e chutou forte. A bola pegou um efeito e saiu à direita do gol santista.

Os dois times continuaram bem fechados e os espaços eram raros. Assim, a forma foi arriscar de longe. Aos 42, Bruno César ficou com a bola na entrada da área e chutou, mas mandou por cima do gol de Rafael. Três minutos depois, Jorge Henrique cruzou do lado esquerdo e Liedson cabeceou colocado, mas a bola foi pela linha de fundo do Santos para desespero da torcida do Timão.

Chances…
No segundo tempo, Muricy Ramalho teve que sacar Ganso, que sentiu lesão no final da primeira etapa e colocou Alan Patrick. Assim, o Corinthians começou melhor e querendo o gol logo no início. Aos quatro minutos, Bruno César tabelou com Liedson e chutou colocado da entrada da área, mas Rafael defendeu no centro do gol.

O Santos chegou coim três chances seguidas. Aos nove, Neymar fez o passe para Danilo, que enconbriu Júlio César. Antes da bola entrar, Chicão tirou em cima da linha. No minuto seguinte, Neymar recebeu pelo lado direito, passou pela marcação e chutou. Júlio César fez a defesa em dois tempos. Aos 11, Neymar tabelou com Danilo, passou pela zaga e chutou forte. A bola carimbou o travessão do gol do Timão.

O Corinthians também chegou a mandar uma bola na trave, mas o lance já não estava valendo. Aos 18, Castán cruzou da esquerda e Fábio Santos pegou de primeira, mas mandou no travessão. Dez minutos depois o Santos teve grande oportunidade de gol. Elano cobrou a falta colocada no canto direito e a bola acertou o suporte que segura a rede atrás do gol de Júlio César.

Nos minutos finais, o Santos recuou e o Corinthians até que tentou o gol. Aos 39, Liedson recebeu pelo lado esquerdo e chutou forte, mas acertou a trave direita de Rafael. Aos 45, Jorge Henrique arriscou o chute e oi goleiro santista novamente fez a defesa com segurança. No minuto seguinte, Ramirez ficou com o rebote na entrada da área e chutou, mas a bola foi pela linha der fundo.

Ficha Técnica

Corinthians 0 x 0 Santos

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Árbitro: Cleber Wellington Abade
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Fausto Augusto Viana Moretti
Renda: R$ 1.412.840,00
Público: 36.999 pagantes
Cartões amarelos: Wallace (Corinthians); Danilo e Neymar (Santos)

Corinthians
Júlio César; Wallace (Ramirez), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, e Bruno César (Morais); Dentinho (Willian), Jorge Henrique e Liédson.
Técnico: Tite.

Santos
Rafael; Jonathan, Edu Dracena, Durval e Alexsandro; Adriano, Danilo, Elano (Pará) e Paulo Henrique Ganso (Alan Patrick); Zé Eduardo (Keirrison) e Neymar.
Técnico: Muricy Ramalho.