Publicidade


Com número expressivo de participantes, novo Baianão Feminino é lançado

Quando o assunto é o futebol feminino, a Federação Bahiana de Futebol sai na frente com seus projetos pelo fortalecimento da modalidade em todo o país. A entidade tem se destacado através da luta incansável pela valorização e crescimento da categoria no estado.

Recentemente, a FBF foi pioneira no Brasil ao lançar a Caravana do Futebol Feminino. Uma equipe de avaliação técnica foi montada e viajou pelo Interior, onde realizou testes com garotas que alimentam o sonho de se tornarem jogadoras de futebol.
O presidente e fundador do Flamengo de Feira, Edmison Amorin (Michelin); o técnico e coordenador do São Francisco, Mário Augusto Filgueiras; e a ex-zagueiro da Seleção Brasileira, Solange Bastos estiveram nas cidades de Santo Antônio de Jesus e Euclides da Cunha. No total, aprovaram dez garotas para participar do campeonato estadual. Com o sucesso garantido, o projeto já está confirmado para 2016, quando a FBF pretende avaliar cerca de mil meninas em diversas regiões da Bahia.

Toda a luta da presidência da entidade rendeu, no último mês de agosto, uma bonita homenagem. Na sede da CBF, o presidente Ednaldo Rodrigues e o vice, Ricardo Lima receberam das mãos de Marco Aurélio Cunha, coordenador de futebol feminino da entidade nacional, a camisa do título do Pan-Americano de Toronto 2015 autografada por todas as atletas do elenco. Rodrigues, inclusive, havia sido convidado para chefiar a delegação brasileira, mas não pôde comparecer devido às reuniões que já estavam programadas no país para tratar da Lei do Profut.

O reconhecimento da CBF foi mais um combustível para o trabalho da dupla. Nesta quarta-feira (30), a FBF inovou mais uma vez. A entidade lançou, no seu auditório, o novo Baianão Feminino, que vem cheio de novidades.
Nunca na história do futebol para mulheres, na Bahia, se teve um campeonato com um número tão expressivo de participantes. Será um total de 16 equipes na luta pelo título da edição 2015/2016, que será iniciada em 1º de novembro e encerrada no mês de janeiro.
Os 16 clubes, São Francisco, Vitória, Ypiranga, Euclides da Cunha, Mundo Novo, Ribeira do Pombal, Redenção, Flamengo de Feira, Lusaca, Baiacu, Ilhéus, Itabuna, Santo Antônio de Jesus, Catu, Juventude de Vitória da Conquista e Conceição do Jacuípe foram divididos em quatro grupos de quatro cada. Eles se enfrentaram em jogos de ida e volta dentro dos seus grupos. Ao final, os dois melhores de cada chave avançam para as quartas de final, serão formados mais quatro grupo, mas de duas equipes cada. A partir daí, serão jogos de ida e volta até serem definidos os quatro semifinalistas e, em seguida, os dois finalistas.

Para a primeira fase, os grupos ficaram assim divididos: No Grupo 1, estão Euclides da Cunha, Mundo Novo, Ribeira do Pombal e Ypiranga. No Grupo 2, a disputa será entre Catu, Lusaca, Redenção e Vitória. No Grupo 3 estão Conceição do Jacuípe, Flamengo, São Francisco e Baiacu. Já no Grupo 4 ficaram Ilhéus, Itabuna, Juventude e Santo Antônio de Jesus.
O evento contou com as participações de presidentes, representantes e técnicos de todos os 16 participantes. Já a FBF, além de Ednaldo Rodrigues e Ricardo Lima foi representada pela diretora técnica, Taíse Galvão, e o presidente da Ceaf-BA, Wilson Paim. Esteve presente e sentou também à mesa diretora o coordenador de excelência esportiva da Sudesb, Sinval Vieira. Através do órgão, o Governo do Estado dará apoio logístico ao estadual.

Ao final da reunião, ficou definida a data do último encontro antes de a bola rolar. No dia 21 de outubro, a FBF e os cubes voltam a se reunir. O evento será ainda mais especial que o primeiro.

Na oportunidade, por solicitação dos próprios clubes, a Comissão Estadual de Árbitros de Futebol da Bahia (Ceaf-BA) fará uma palestra sobre as regras de arbitragem. Técnicos e a capitã de cada equipe poderão comparecer para, posteriormente repassar as informações às demais jogadoras dos seus times.

A FBF também aproveitará a oportunidade para apresentar aos participantes os árbitros e assistentes que atuarão no Baianão. A iniciativa visa a interação entre as atletas e os profissionais do apito para que, dentro de campo, o respeito prevaleça e a relação entre as partes seja a melhor possível.

Por fim, também no dia 21 será realizado o tão esperado sorteio das garotas aprovadas pela Caravana do Futebol Feminino. As dez meninas estarão presentes e conhecerão os clubes que irão defender na competição.
“Este é um momento histórico para o futebol feminino da Bahia. Hoje temos aqui um número expressivo de participantes. Isso mostra que todo nosso trabalho e luta pelo desenvolvimento do futebol feminino está surtindo efeito. Nossa intenção é, em 2016, aumentar ainda mais esse número e realizar o Intermunicipal Feminino em toda a Bahia. Lançamos a nossa Caravana, que fez um trabalho brilhante através de Michelin, Solange e Mário Augusto, com a ajuda das Ligas de Santo Antônio de Jesus e Euclides da Cunha, que foram responsáveis por toda a organização das avaliações nos estádios. Programamos pra este início apenas essas duas avaliações, mas ano que vem pretendemos começá-las no mês de março e, até o início da competição avaliar mais de mil garotas. Agradecemos a participação desses 16 clubes e, juntos, faremos um campeonato de sucesso e modelo para todo o país”, disse Ednaldo Rodrigues.