Chiquinho de Assis: Pronto e feliz

No primeiro dia em que foi efetivado pela diretoria do Bahia, o técnico Chiquinho de Assis se mostrou muito feliz com a oportunidade dada para dirigir o clube principal do Tricolor.

“Eu fico muito contente pela oportunidade dada pela diretoria do Bahia, mas mesmo que não houvesse essa confirmação, eu já estava trabalhando esses dias como treinador para ajudar o gestor Paulo Angioni”, comentou Chiquinho. Mesmo confiante, o técnico sabe que ainda pode vir outro profissional. “Acho que é importante fazer essa transição de uma forma suave. Afinal de contas, ninguém tem uma fórmula mágica no futebol”.

Sobre a oportunidade, Chiquinho comentou uma certa mágoa por não ter tido uma chance no passado. “Eu sempre fui um treinador de base e revelava bons atletas. Uma vez o presidente Paulo Carneiro disse que não me subia por que eu dava resultado nas divisões de base. Eu sabia da minha importância, mas desejava algo mais para minha carreira e agora chegou minha oportunidade”, comentou o treinador.

Time definido.

Durante o treinamento coletivo realizado nesta sexta-feira, o técnico Chiquinho de Assis deixou duas dúvidas para o time que entra em campo contra o Camaçari, neste domingo, às 16h, no estádio de Armando Oliveira.

“Tenho realmente duas dúvidas entre Rafael Jataí e Marcone, e entre Jones e o Beda, mas o restante do time vai ser o mesmo que atuou contra o Camaçari, exceto o Mauricio”, declarou Chiquinho de Assis.

Sobre a evolução do time, Chiquinho explica. “Vamos trabalhar para o time estar mais agrupado e melhor posicionado. Sabemos que o Ávine e Marcos serão muito marcados e temos a necessidade de uma infiltração de Camacho, além de uma maior velocidade na roubada de bola, mas temos que ter tempo de trabalhar isso”, finalizou o treinador.