Publicidade


Campeonato Brasileiro

“Basta!”, grita o torcedor do Esquadrão de Aço, preocupado com o momento do seu time. Afinal, se contarmos todos os jogos disputados no ano, a equipe não sabe o que é vencer há exatamente um mês e seis dias. Acumulado a isso, o tricolor foi eliminado da Copa do Brasil e encontra-se na zona de rebaixamento do torneio mais importante do ano para o clube: o Campeonato Brasileiro.

Se a situação preocupa, neste domingo, 17, o Bahia terá mais uma oportunidade para acabar de vez com o terrível jejum. Diante da sua torcida, o Esquadrão de Aço encara o Sport, às 16h, no Estádio de Pituaçu, pela 5ª rodada da Série A. Se vencer, o tricolor escapa da zona da degola e fica, por ora, em uma posição confortável da tabela.

O tricolor está na 17ª posição, ainda sem vencer e com apenas 2 pontos conquistados. Se alcançar o triunfo neste domingo, o Bahia vai a 5 pontos e pularia para 12º ou 11º, a depender do número de gols marcados e dos demais resultados. Os jogos da rodada, por sinal, também ajudam a equipe baiana, com confrontos entre quatro concorrentes diretos: Ponte Preta (15º) x Corinthians (20º) e Coritiba (14º) x Atlético-GO (18º).

Além disso, se o técnico Paulo Roberto Falcão vinha justificando os resultados ruins por conta da força dos adversários, agora não poderá mais. Diferente de Santos, São Paulo, Atlético-MG e Vasco, o Sport chegou ao Campeonato Brasileiro arrasado por uma eliminação precoce na Copa do Brasil e a perda do título estadual para o rival Santa Cruz. Além disso, atravessa uma campanha equilibrada no nacional: 1 vitória, 2 empates e 1 derrota, somando 5 pontos, na 11ª posição.

Bahia – As novidades do departamento médico não são nada boas. Falcão continua com um verdadeiro “batalhão” de desfalques para montar o time. O mais recente deles foi um duro golpe nos planos do comandante tricolor: o meia Gabriel, destaque do time na temporada, sofreu uma torção no tornozelo no treino da quinta-feira, 14, e está fora da partida com o Sport.

O garoto junta-se aos laterais Gerley, Coelho e Madson, ao meia Morais e ao atacante Souza na lista de baixas por lesão do grupo. Além deles, o experiente Zé Roberto foi punido pelo STJD em seis partidas de suspensão, por ter agredido o árbitro da partida de volta com o Grêmio pela Copa do Brasil.

Sem opções, o técnico vai fazer algumas mudanças na equipe que encara o Leão pernambucano. A principal delas é o retorno de Júnior ao time, fazendo o papel do centroavante tradicional. O camisa 9 será acompanhado por Jones Carioca e o estreante Elias no trio ofensivo. No meio-campo, Magno terá mais uma oportunidade como titular.

Sport – Não será dessa vez que o atacante Jael, ídolo do Bahia pela campanha do acesso em 2010, reencontrará a torcida tricolor. O “Cruel”, hoje no Sport, foi considerado acima do peso pela comissão técnica e nem embarcou para Salvador. Outro desfalque de última hora foi o volante Hamilton, que teve uma indisposição física e também ficou em Recife. Além dos dois, o técnico Vágner Mancini não poderá contar com o lateral-direito Moacir, lesionado.

Com isso surgem as dúvidas: para a camisa 10, o treinador ainda não decidiu se mantém o meia Thiaguinho ou se improvisa o lateral-esquerdo Reinaldo na posição. No ataque, a indecisão é entre os atacantes Willians – revelado pelo Vitória – e Marquinhos Gabriel. Além, é claro, da lateral direita, onde o zagueiro Tobi e o recém-recuperado de lesão Renato disputam pela vaga.

Bahia x Sport – 5ª rodada da Série A 2011.

Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA).
Data: Domingo, 16 de junho.
Horário: 16h.

Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (CBF/SP).
Assistentes: Marcio Luiz Augusto e Anderson Moraes Coelho (CBF/SP).

Bahia: Marcelo Lomba; Fabinho, Danny Morais, Titi e Ávine; Fahel, Dione e Magno; Jones, Elias e Júnior. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Sport: Magrão; Renato, Edcarlos, Bruno Aguiar e Reinaldo (Rivaldo); Tobi, Marquinhos Paraná, Rithely e Thiaguinho (Reinaldo); Marquinhos Gabriel (Willians) e Felipe Azevedo. Técnico: Vágner Mancini.

Fonte: A Tarde