Brinner diz que jogar no Bahia

 

 

 

Frio na barriga e um peso monumental sobre as costas. Na quinta-feira, contra o Ceará, no estádio de Pituaçu, o zagueiro Brinner deve fazer a primeira partida com a camisa do Bahia. O nervosismo, natural em qualquer estreia, já virou um companheiro do jogador, que também tem pela frente uma outra barreira para transpor: a responsabilidade de jogar como titular em um dos clubes mais tradicionais do país.

– A responsabilidade é sempre grande em estreias, seja ela dentro ou fora de casa. O Bahia é um clube muito grande e tenho que dar tudo de mim – disse o zagueiro, contratado pelo Tricolor no final do ano passado.

Brinner deve ocupar a vaga deixada por Danny Morais, que será poupado do duelo contra o Ceará, válido pela quarta rodada da Copa do Nordeste. Nesta terça-feira, defensor treinou ao lado de Titi na zaga tricolor e prometeu fazer o feijão com arroz para tentar ajudar o Bahia a conquistar mais um triunfo na competição regional.

– Tenho trabalhado bastante para quando ter uma oportunidade desempenhar um bom trabalho. Treinei entre os titulares nesta terça-feira e se o professor optar por mim, pretendo entrar no campo e fazer a mesma coisa que o Danny vem fazendo – declarou Brinner.

Para que a primeira oportunidade como titular vire uma chance de ganhar a vaga no time tricolor, vale até mesmo dar uma de atacante. Bom cabeceador, Brinner não descarta ir até a área adversária para, em uma bola parada, marcar um gol e ajudar o setor ofensivo da equipe tricolor.

– A bola aérea ofensiva e defensiva é uma das minhas características. Se o professor optar por mim, posso ir até a área adversária para fazer gols de cabeça – pontuou.

(Foto: Eric Luis Carvalho)

Credito da fonte:Thiago Pereira globoesporte