Brasileirão

O Fluminense não desperdiçou a terceira chance consecutiva oferecida pelo Atlético-MG, venceu o Santos por 3 a 1 na noite desta quinta-feira, no Engenhão, e assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro pela primeira vez. Com grande atuação de Wellington Nem, que marcou duas vezes, o time carioca chegou aos 47 pontos, dois a mais que os mineiros. Já o Santos perde a terceira seguida e chega pressionado para o clássico contra o São Paulo, na 14ª posição, com 26 pontos.

O primeiro tempo foi emocionante, com os dois times alternando ataques e recebendo a colaboração das zagas adversárias. Wellington Nem marcou duas vezes, e André descontou para o Santos, em falha de Digão. A segunda etapa foi de pouco futebol, com o tricolor administrando o resultado. Exceção feita ao golaço de Samuel, que chutou com categoria, no ângulo de Rafael, para aumentar o placar.

Enquanto o Fluminense entrou em campo sem surpresas, com a formação que treinou durante a semana, o técnico Muricy Ramalho surpreendeu e mudou o esquema tático. O 4-2-3-1 deu lugar ao 4-4-2, com Bill ao lado de André, e o meia Bernardo no banco. Nervoso, o Fluminense levou sustos no contra-ataque no início da partida.

Tocando a bola com paciência no ataque, o Fluminense se encontrou e melhorou na partida, criando as melhores chances pela esquerda. Foi por aquele setor que Jean recebeu dentro da área, cortou a marcação e cruzou para Wellington Nem completar com um carrinho, abrindo o placar no Engenhão e marcando seu segundo gol no Campeonato Brasileiro.

O Fluminense ainda era melhor na partida, mas uma falha defensiva permitiu o empate. Gerson Magrão recebeu pela intermediária esquerda e cruzou para a área. Digão tentou cortar, mas não alcançou a bola, e André só teve o trabalho de completar para as redes, livre de marcação. Um minuto depois, novo cruzamento de Magrão, e Bill quase colocou o Santos na frente.

O Fluminense conseguiu segurar a pressão do adversário e voltou a dominar, sempre usando o lado esquerdo, com o bom apoio de Carlinhos. Partiu do camisa 6 o passe para Wagner ir até a linha de fundo e cruzar. O ‘baixinho’ Wellington Nem se antecipou e ganhou da defesa santista, marcando o segundo dele na partida e colocando o Fluminense novamente em vantagem.

Os times voltaram sem mudanças para o intervalo, mas com apenas 10 minutos do segundo tempo o técnico Muricy Ramalho se irritou com a produção ofensiva do seu time. Bill deu lugar para ‘Pato’ Rodríguez. A mudança surtiu pouco efeito. O segundo tempo de pouco futebol só foi quebrado aos 32 minutos do segundo tempo, quando Wellington Nem, machucado, já não estava em campo. Foi de outra revelação das categorias de base o terceiro, e mais bonito gol do Fluminense. Samuel recebeu na esquerda, cortou para dentro e bateu com consciência, no ângulo esquerdo de Rafael. Vim de jogo, liderança e provocação ao técnico Muricy Ramalho.

Fonte: UOL