Publicidade


Brasil x Irã: uma partida amistosa em Abu Dhabi

O Brasil enfrenta nesta quinta-feira o Irã, em Abu Dhabi, Emirados Árabes. A partida, marcada para as 14h (de Brasília), será contra uma seleção sem expressão, mas que representa um país que intensificou suas relações com o Brasil nos últimos anos .

Tido como país mais industrializado do Oriente Médio, com um PIB (Produto Interno Bruto) de US$ 400 bilhões (R$ 672 bilhões), o Irã é hoje um dos principais parceiros comerciais do Brasil. A nação islâmica é, por exemplo, o segundo maior importador de carne brasileira e o sexto em compras de produtos ligados ao agronegócio.

– O Irã é um parceiro estratégico para o Brasil no Oriente Médio – revela o embaixador brasileiro em Teerã, Antônio Salgado.

Nesse cenário de aproximação política, as seleções de Brasil e Irã farão um confronto inédito. A única vez que as seleções se enfrentaram foi em 1972, nos Jogos Olímpicos de Munique, na Alemanha. Na ocasião, uma surpreendente vitória iraniana, pelo placar de 1 a 0.
Jogo de risco

A intenção da CBF era realizar o amistoso em um país europeu. Mas a situação diplomática delicada entre o Irã e a União Europeia impediu que isso acontecesse.

– Os europeus se recusaram a cooperar e criaram vários obstáculos para o jogo – disse Abbas Torabian, chefe do Comitê Internacional da Federação Iraniana de Futebol, à agência de notícias Mehr.

O Irã sofreu retaliação da Europa por causa de sua política de expansão nuclear. Os europeus, assim como os americanos, acusam o país de tentar produzir armas atômicas.

FICHA TÉCNICA

BRASIL X IRÃ

ESTÁDIO: Zayed Sports City, em Abu Dhabi
DATA E HORA: Quinta-feira, 7 de outubro de 2010, às 14h

BRASIL: Victor; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e André Santos; Lucas, Ramires e Carlos Eduardo; Robinho, Philippe Coutinho e Pato
Técnico: Mano Menezes

IRÃ: Rahmati; Nosrati, Hosseini, Omranzadeh e Hajsafi; Nekounam, Heydari, Nouri e Bagheri; Gholami e Shojaei
Técnico: Afshin Ghotbi