Brasil bate a Colômbia e fica na vice-liderança

Faltas e mais faltas, provocações, bate-boca. Desde o jogo da lesão que tirou Neymar da Copa do Mundo, a rivalidade entre Brasil e Colômbia subiu de patamar. E quando o ator principal dessa disputa entre em cena, o roteiro já é conhecido. O camisa 10 é caçado e provocado a todo instante. Quando cai na pilha, como aconteceu na Copa América do Chile, acaba expulso. Quando responde na bola, decide. Foi assim na Olimpíada, foi assim na noite desta terça-feira, na Arena da Amazônia, em Manaus. Com direito a baterias de escolas de samba da região na arquibancada, o craque do Barcelona deu assistência e fez seu gol na vitória por 2 a 1 sobre os colombianos, a segunda seguida da Seleção nas eliminatórias. Miranda abriu o placar e Marquinhos, contra, marcou para a Colômbia. Assim, o time, que antes da chegada de Tite estava em sexto lugar, pulou para a vice-liderança das eliminatórias da Copa de 2018.

Informações Globoesporte